PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

SPFC: Crespo vê Dani Alves como opção na direita e usa Luan com 3 zagueiros

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

13/04/2021 04h00

Classificação e Jogos

Hernán Crespo mostrou repertório tático pelo São Paulo na vitória por 1 a 0 sobre o Red Bull Bragantino, na noite de ontem (12). Com apenas uma alteração na escalação em relação à goleada sobre o São Caetano — Luan entrou na vaga de Igor Gomes —, mudou a forma de atuar. Ele ainda testou Daniel Alves como lateral direito novamente.

A primeira modificação já mostrou que o técnico está disposto a usar formas distintas de jogo, mesmo que mantenha um esquema tático padrão. Volante com característica de marcação, Luan entrou no meio de campo, mesmo com três zagueiros na primeira linha.

A disposição tática escolhida por Crespo poderia até dar indícios de que o time teria uma ideia defensiva em campo. O comandante, contudo, não abriu mão de seus principais atributos: a posse de bola e a intensidade no ataque e na marcação.

Com Rodrigo Nestor e Daniel Alves mais livres no meio de campo, a equipe seguiu tentando criar jogadas, especialmente pelos lados do gramado, e pressionando a saída de bola do adversário com os dois meio-campistas que atuaram como volantes na goleada diante do São Caetano.

A variação tática de Crespo não parou por aí. Uma substituição aos 30 minutos do segundo tempo — Igor Gomes entrou na vaga de Igor Vinícius — fez com que Daniel Alves voltasse à lateral direita, sua posição de origem. O veterano de 37 anos não exercia a função desde o empate por 0 a 0 com o Grêmio, pela 17ª rodada do Brasileirão 2020, em 17 de outubro passado.

Em sua função original, Dani Alves ficou pouco mais de 20 minutos, o que não foi o suficiente para mostrar muito mais. A comissão técnica, contudo, não descarta uitilizar o dono da camisa 10 mais vezes nesta faixa do campo, especialmente na formação com três zagueiros.

"Independentemente de ser Igor ou Daniel [Alves], acho que veremos [o Dani Alves na lateral direita de novo]. A dinâmica de jogo quem vai escolher é o Dani. No jogo de hoje [ontem], o Igor Vinícius não estava bem, e o Rodrigo Nestor teve um probleminha. A identidade e a vontade do time são importantes. Para mim, é impressionante. Eu disse isso aos jogadores. Eles merecem um aplauso por tudo isso que estão fazendo, pelo menos comigo aqui", afirmou.

São Paulo