PUBLICIDADE
Topo

Barcelona

Justiça concede liberdade provisória a ex-presidente do Barça após prisão

Josep Maria Bartomeu, ex-presidente do Barcelona, foi preso ontem - Albert Gea/Reuters
Josep Maria Bartomeu, ex-presidente do Barcelona, foi preso ontem Imagem: Albert Gea/Reuters

Do UOL, em São Paulo*

02/03/2021 09h25

A Justiça da Catalunha concedeu liberdade provisória a Josep Maria Bartomeu, ex-presidente do Barcelona, e a Jaume Masferrer, ex-assessor da presidência do clube. Os dois passaram a noite detidos após serem presos ontem na operação "Barçagate". Eles são investigados por administração irregular e corrupção nos negócios do time catalão.

Agora, Bartomeu e Masferrer serão informados sobre os detalhes do processo e depois vão testemunhar, ainda sem data marcada. O Barcelona não será acusado.

"Os dois investigados que hoje foram ao tribunal fizeram valer o direito de não testemunhar, e o magistrado concordou com a liberdade provisória", informou o TSJC (Tribunal Superior de Justiça da Catalunha).

Bartomeu e Masferrer foram presos ontem junto com Óscar Grau, CEO do Barça, e Román Gómez Punti, responsável pelos serviços jurídicos do clube. Grau e Punti acabaram soltos ontem mesmo.

Em fevereiro de 2020, a imprensa da Catalunha apelidou de "Barçagate" o caso em que o Barcelona contratou o serviço da empresa I3Ventures para administrar contas nas redes sociais com o objetivo de defender a diretoria do clube, então presidida por Bartomeu, e atacar ex-mandatários, como Joan Laporta, jogadores, como Messi e Piqué, e empresários locais, opositores e políticos.

*Com informação da Lancepress

Barcelona