PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Candidatos à presidência do Barcelona reagem a prisão de Bartomeu

Josep Maria Bartomeu, ex-presidente do Barcelona - Urbanandsport/NurPhoto via Getty Images
Josep Maria Bartomeu, ex-presidente do Barcelona Imagem: Urbanandsport/NurPhoto via Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/03/2021 15h48

Após a detenção de Josep María Bartomeu, os candidatos à presidência do Barcelona comentaram a situação e a classificaram como 'prejudicial para o clube'. O primeiro a falar sobre foi Joan Laporta, que em entrevista à rádio 'UA1 Lleida', questionou a gestão do ex-presidente e a relacionou com o ocorrido.

"Não é uma boa notícia para o clube. Talvez a sua gestão não tenha sido boa, mas ainda é ex-presidente do Futbol Club Barcelona", disse ele.

Logo depois, em declaração exclusiva para o jornal 'Sport', Víctor Font também deu seu ponto de vista sobre o assunto.

"Passaram-se algumas horas desde os acontecimentos e logicamente é um dia triste para os adeptos do Barcelona porque afeta a reputação institucional do clube. Leva-se muito tempo para virar a página e construir um novo modelo de clube", pontuou.

O ex-presidente do Barcelona Josep María Bartomeu foi preso hoje, em um escritório do estádio Camp Nou. A prisão faz parte de uma operação da polícia civil chamada de "Barçagate" e logo repercutiu na imprensa espanhola.

Bartomeu foi levado junto com o diretor-geral Oscar Grau, o diretor jurídico Romo Gómez Ponti e o ex-assessor da presidência do clube, Jaume Massafer. Não foi confirmado se as demais prisões também aconteceram no estádio do Barcelona.

Futebol