PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Guardiola diz que Bartomeu é inocente 'até que provem o contrário'

Pep Guardiola, durante partida entre Manchester City e Real Madrid - REUTERS/Oli Scarff
Pep Guardiola, durante partida entre Manchester City e Real Madrid Imagem: REUTERS/Oli Scarff

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/03/2021 22h28

Pep Guardiola conquistou a 21ª vitória consecutiva sob o comando do Manchester City. Ao vencer os Wolves por 4 a 1, o treinador comentou a polêmica envolvendo a prisão do ex-presidente do Barcelona. Para o profissional espanhol, Bartomeu é inocente, 'até que se prove o contrário'.

"Sei que não é uma situação confortável e espero que tudo acabe bem. Ele é inocente até que um juiz diga que é culpado. A única coisa que me preocupa é que em uma semana teremos um novo presidente", disse ele, que completou:

"Espero que muitas pessoas podem votar para eleger um presidente que pode liderar o que para mim é o melhor clube do mundo. Estou ansioso pelas eleições de domingo."

Guardiola não chegou a conviver com Bartomeu enquanto trabalhou no Barcelona. De 2008 a 2012, Pep trabalhou com Joan Laporta e Sandro Rosell Feliu.

O respeito pelo clube catalão se dá pelos anos trabalhados e as conquistas. Entre elas estão: Mundial de Clubes, Liga dos Campeões, Supercopa da UEFA, Campeonato Espanhol, Copa do Rei e Supercopa da Espanha.

Futebol