PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Flamengo vê melhor elenco resolver e abusa do talento para virar líder

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

22/02/2021 04h00

Enfim, líder. Após 37 rodadas, o Flamengo pulou no domingo para a ponta da tabela de classificação do Brasileiro e depende apenas de si para levantar mais um título. Na quinta (25), o time visita o São Paulo, às 21h30, no Morumbi.

Em casa, o Flamengo planejou sufocar o Internacional para deixar o rival desconfortável desde o início. A estratégia, no entanto, não funcionou a contento e o Rubro-negro arrancou uma vitória com a marca do coração e, sobretudo, da capacidade individual de seus jogadores.

O triunfo por 2 a 1 no Maracanã não pode ser contado sem Arrascaeta, que fez a balança pesar a favor do Flamengo. Com uma tacada certeira, aproveitou passe de Bruno Henrique para empatar. Em bola preciosa para Gabigol, deixou o artilheiro em condições para marcar e selar a virada.

"O time tem muitos jogadores decisivos. Arrascaeta, Everton Ribeiro, Pedro, Gerson... Todos têm importância. A força do Flamengo vem do conjunto", defendeu o técnico Rogério Ceni.

Em uma tarde de futebol aquém das expectativas e entrega para vencer, o Rubro-negro fez valer o status de ter o melhor elenco do Brasil para superar as adversidades e desfrutar da primeira colocação.

Ceni, no entanto, crê que sua equipe conseguiu o bom resultado a partir de um jogo coletivo. O rubro-negro reafirmou que times ganham jogos, embora tenha admitido que seus valores individuais façam a diferença:

"O coletivo sempre prevalece ao individual. O Flamengo tem ótimos jogadores. A jogada do segundo gol, por exemplo, é coletiva. A do primeiro também é. Tudo é treinado. Não vejo razão para analisar dessa forma. Na vida e no jogo, vejo que grupo é mais importante que individualidades".

Com dois pontos de vantagem sobre o Colorado, os atuais campeões têm dias de preparação até a batalha final pela taça. Hoje (22), o elenco treina a partir das 16h no Ninho do Urubu.

Errata: o texto foi atualizado
O Flamengo abriu dois pontos de vantagem para o Inter, não um.
O passe para o gol de Arrascaeta foi dado por Bruno Henrique, não por Filipe Luís.

Flamengo