PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2020/2021

Pochettino vê PSG 'eficaz' em goleada sobre Barcelona e exalta Mbappé

Francês marcou três vezes e foi o grande nome do jogo, válido pela ida das oitavas de final da Liga dos Campeões - Albert Gea/Reuters
Francês marcou três vezes e foi o grande nome do jogo, válido pela ida das oitavas de final da Liga dos Campeões Imagem: Albert Gea/Reuters

Do UOL, em São Paulo

16/02/2021 18h52

Classificação e Jogos

O técnico Mauricio Pochettino pregou cautela diante da grande vantagem do Paris Saint-Germain na disputa por uma vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões. Em entrevista após a goleada, de virada, sobre o Barcelona, no Camp Nou, por 4 a 1, o treinador afirmou que a eliminatória "só se resolve em Paris".

"O futebol é assim. Fizemos um excelente jogo, mas sabemos que isto são 180 minutos. Estamos muito contentes com o resultado, mas a eliminatória só se resolve em Paris, onde teremos de jogar com a mesma intensidade de hoje. Às vezes, estes resultados saem. Fomos eficazes, mas foi apenas um jogo, nada mais. Máximo respeito pelo Barcelona e, dentro de três semanas, teremos de dar nova resposta na partida de volta", falou o técnico do PSG.

Sem Neymar, os franceses tiveram Mbappé como principal estrela dentro de campo. E o jovem de 22 anos não chegou nem perto de decepcionar: marcou três dos quatro gols de sua equipe - um hat-trick!

"É um grande jogador, e hoje mostrou isso. O compromisso que teve, a ajuda nas tarefas defensivas. Fez um enorme esforço para ajudar a equipe, além dos três gols", completou Pochettino.

Messi, por outro lado, não conseguiu se destacar e, apesar de balançar as redes de pênalti ainda no 1° tempo, pouco apareceu.

As equipes voltam a se enfrentar no próximo dia 10 de março, também às 17h (horário de Brasília). O jogo será disputado em Paris.

Começo "lá e cá"

O PSG teve chance de abrir o placar antes do primeiro minuto. Verratti fez um longo lançamento em profundidade para Mbappé, que se infiltrou nas costas da zaga e chegou um pouco depois de Ter Stegen. O goleiro, de maneira atrapalhada, conseguiu afastar a bola.

Aos 13 minutos, foi a vez de o Barcelona levar perigo. Messi foi buscar jogo na intermediária e acionou Pedri na ponta esquerda. O jovem correu para o meio e deixou Griezmann em boas condições, mas Navas fechou o ângulo do francês e fez a defesa.

Cinco minutos depois, o PSG aproveitou um erro de saída de bola dos catalães e Mbappé deixou Icardi praticamente cara a cara com Ter Stegen. O argentino até deslocou o goleiro, mas Piqué afastou já na pequena área.

Foi pênalti? Messi não quer saber!

De Jong cai na entrada da área em lance envolvendo Kurzawa, que gerou pênalti para o Barcelona - Albert Gea/Reuters - Albert Gea/Reuters
De Jong cai na entrada da área em lance envolvendo Kurzawa
Imagem: Albert Gea/Reuters

Aos 25 minutos, De Jong recebeu um lançamento longo nas costas de Kurzawa e caiu já dentro da área dos franceses. Rapidamente, a equipe de arbitragem anotou pênalti.

A imagem oficial da transmissão da partida mostrou um "tropeção" do holandês, que teria sido tocado por cima antes da queda pelo lateral.

Após rápida revisão do VAR - que não chamou o árbitro -, a infração foi confirmada.

Lionel Messi, que não tem nada a ver com isso, finalizou forte e abriu o placar para os catalães: 1 a 0.

Se Barça tem Messi, PSG tem Mbappé

Aos 31 minutos, o PSG chegou ao empate com Mbappé. Após bom lançamento de Marquinhos, Kurzawa deu um tapa de primeira para a entrada da área.

Também de primeira, Verratti encontrou Mbappé na marca do pênalti. O francês limpou a zaga, fuzilou a rede de Ter Stegen e empatou a partida: 1 a 1.

Mbappé se livrou de Lenglet e finalizou de perna esquerda para marcar pelo PSG diante do Barcelona - Albert Gea/Reuters - Albert Gea/Reuters
Mbappé se livrou de Lenglet e finalizou de perna esquerda, sem dar chances ao goleiro Ter Stegen
Imagem: Albert Gea/Reuters

O restante do 1° tempo foi bastante ofensivo: pelo lado do PSG, Kurzawa, Kean e Icardi tiveram boas chances de gol. Já o Barça ficou no "quase" em contra-ataque de Griezmann.

PSG começa 2° tempo assustando

Os primeiros minutos da etapa final foram dos franceses. Pouco depois do apito, Mbappé recebeu passe da lateral e arriscou de fora da área, finalizando para fora.

Foi com Kean, no entanto, a melhor chance inicial dos visitantes. Após contra-ataque puxado por Mbappé, Icardi pediu e, de primeira, rolou de letra para o atacante italiano, que chegou batendo forte para o gol. A bola desviou na zaga catalã e parou na mão esquerda de Ter Stegen, que conseguiu espalmar.

Depois dos sustos, o Barça conseguiu equilibrar a partida e também ameaçou o gol do adversário com Messi, de falta, e Dembélé, em chute cruzado. Em um dos lances ofensivos dos espanhóis, a bola bateu no pulso de Kean dentro da área, mas a arbitragem considerou como "bola na mão".

Virada francesa

Aos 19 minutos, o PSG chegou à virada — de novo com Mbappé. Após lançamento, Florenzi, já na linha de fundo, cruzou para a área. Piqué cortou e evitou o chute de Icardi, mas a bola sobrou para o francês de 22 anos, que finalizou de perna esquerda com o gol aberto.

Cinco minutos depois, os visitantes ampliaram o placar. Em falta alçada na área, Kean subiu completamente livre e cabeceou para o chão, impedindo qualquer chance de defesa de Ter Stegen: 3 a 1.

Piqué se lamenta durante goleada sofrida pelo Barcelona diante do PSG - Albert Gea/Reuters - Albert Gea/Reuters
Piqué se lamenta durante goleada sofrida pelo Barcelona diante do PSG
Imagem: Albert Gea/Reuters

Que é isso, Navas?

Com o jogo controlado, Navas quase "deu" um gol ao adversário. Aos 36 minutos, o goleiro foi sair jogando e teve um passe bloqueado por Griezmann. Por pouco, a bola não acabou na rede dos franceses.

De novo ele!

Ainda teve tempo para Mbappé completar o show, fazer o seu hat-trick (três gols) e liquidar a fatura, já aos 40 minutos.

Em contra-ataque, Draxler disparou pelo meio e rolou para o atacante, que finalizou cruzado de primeira para estufar as redes do Barcelona e fechar o placar: 4 a 1.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente no informado no texto, o PSG goleou o Barcelona, e não o contrário. A informação foi corrigida.