PUBLICIDADE
Topo

Futebol

PSG reduz jornada de trabalho de mais da metade dos funcionários, diz rádio

Bandeira do PSG no Parque dos Príncipes, em Paris; clube sofre com perdas durante a pandemia do coronavírus - Xavier Laine/Getty Images
Bandeira do PSG no Parque dos Príncipes, em Paris; clube sofre com perdas durante a pandemia do coronavírus Imagem: Xavier Laine/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

13/01/2021 09h29

Bastante afetado financeiramente pela pandemia do coronavírus, o PSG decidiu reduzir a jornada de trabalho de mais de metade de seus 700 funcionários.

De acordo com a rádio France Bleu Paris, o clube colocou cerca de 400 pessoas em estado de "desemprego parcial". Na prática, os trabalhadores ficam afastados por alguns dias da semana enquanto o governo federal assume parte do salário normalmente pago pela equipe.

A medida, que já havia sido implementada no início do surto de covid-19, foi retomada no último dia 4 de janeiro, ainda segundo o veículo.

Exceto o setor esportivo, todos os segmentos do clube foram afetados no novo ato, como os departamentos de marketing, contabilidade, jurídico e comercial, por exemplo.

O PSG ainda não se manifestou sobre a chance de uma nova redução nos salários dos jogadores do time principal. No fim de junho, o rombo era de 124 milhões de euros (cerca de R$ 800 milhões).

Futebol