PUBLICIDADE
Topo

Copa Sul-Americana 2020

Time argentino fica 'preso' no Chile após casos de covid-19 e jogo adiado

Três jogadores do Defensa foram diagnosticados com covid-19 - Reprodução
Três jogadores do Defensa foram diagnosticados com covid-19 Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

08/01/2021 18h38

Classificação e Jogos

A delegação do Defensa y Justicia ficou presa no Chile após casos de covid-19 no clube argentino. O jogo contra o Coquimbo, previsto para a noite de ontem, pela semifinal da Copa Sul-Americana, foi adiado pela Conmebol depois que três jogadores testaram positivo para a doença.

Inicialmente, jogadores e comissão técnica do Defensa y Justicia foram impedidos de deixar o Chile por conta dos protocolos sanitários do país. Eles só foram liberados para regressar à Argentina na tarde de hoje.

O técnico Hernán Crespo se manifestou sobre ao assunto na saída do hotel.

"Nos disseram que íamos jogar em Santiago e depois que não teria jogo. É algo que não está ao nosso alcance. Faremos o que a Conmebol mandar", disse aos jornalistas.

Mais cedo, a imprensa argentina noticiou que o Coquimbo estava reivindicando a vitória da partida. A equipe chegou a se deslocar para o estádio na noite de ontem.

Por volta das 18h (de Brasília), a delegação do Defensa y Justicia chegou ao aeroporto. Segundo o jornal Olé, os três atletas que testaram positivo para covid-19 voltarão ao país separados dos demais, em um voo sanitário.