PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Cruzeiro joga 'por milagre' na Série B e chance de acesso é menor que 4%

Felipão tem missão árdua pela frente e volta do Cruzeiro à elite do Brasileirão  - Bruno Haddad/Cruzeiro
Felipão tem missão árdua pela frente e volta do Cruzeiro à elite do Brasileirão Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

19/12/2020 04h00

Após disputar 30 rodadas da Série B, o Cruzeiro já sabe o que precisa para seguir sonhando com o acesso à elite do Brasileirão: uma performance praticamente perfeita. A Raposa, após o empate por 1 a 1 com o Avaí, ontem (18), precisa vencer, praticamente, todos os jogos que lhe restam para garantir o retorno à elite do futebol nacional.

Como ainda tem oito jogos em disputa e, atualmente, está com 40 pontos na tabela de classificação, o Cruzeiro pode fazer no máximo 64 pontos. Com essa pontuação, o departamento de matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) aponta que há 99,9% de chance de uma equipe subir. Os números indicados também pelos estatísticos mostram que com 62 pontos a possibilidade de acesso é de 98,1%.

Se a Raposa vencer sete jogos e empatar um também teria chances, já que atingiria 62 pontos. Mas, bem provavelmente, dependeria de combinações de resultados obter o acesso. Certo mesmo é que uma derrota tem tudo para colocar fim ao maior objetivo dos celestes em 2020.

Atualmente o Cruzeiro tem apenas 3,8% de probabilidade de voltar à Série A. Chance praticamente reduzida à metade em relação às projeções ao fim da rodada de número 29, números também da UFMG.

Chapecoense, na primeira colocação com 58 pontos, e América-MG, vice-líder com 56, estão praticamente garantidos na Série A. Ambos têm 99,9% e 99,7%, respectivamente, de possibilidade de acesso. Faltariam duas vagas no G-4, disputadas por nove clubes — Cuiabá, Juventude, Sampaio Corrêa, CSA, Guarani, Avaí, Cruzeiro, Ponte Preta e Confiança.

Desses, Juventude (50,2%), Cuiabá (39,6%) e Sampaio Corrêa (32,3%) largam na frente em busca do tão sonhado acesso. Logo em seguida aparecem o CSA (27,3%), Guarani (23,1%) e Avaí (17,1).

O Cruzeiro abre o bloco dos times com menos de 10% de probabilidade de chegarem "ao paraíso". Logo à frente de Ponte Preta (3,4%) e Confiança (1,9%0. Números que mudarão com o fim da 30ª rodada, que ainda tem jogos a serem disputados.

Cruzeiro