PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ceará faz 4 a 1 fora de casa, e Vasco em crise fica na zona do rebaixamento

Leo Chu comemora gol marcado pelo Ceará contra o Vasco pelo Brasileirão 2020 - Jorge Rodrigues/AGIF
Leo Chu comemora gol marcado pelo Ceará contra o Vasco pelo Brasileirão 2020 Imagem: Jorge Rodrigues/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro

30/11/2020 19h55

Classificação e Jogos

O Ceará não se intimidou em jogar fora de casa, foi para cima e ganhou do Vasco em pleno São Januário, por 4 a 1, com gols de Pedro Naressi, Cléber, Saulo Mineiro e Vina - Ribamar fez o de honra para os vascaínos. Com o resultado, o Vozão subiu quatro posições e foi para a décima colocação. Já o Cruz-maltino, em crise, se manteve na zona de rebaixamento e se complicou no Campeonato Brasileiro.

Os cariocas estão com 24 pontos [um jogo a menos] na 17ª colocação. O primeiro clube fora é o Sport, que tem 25 e uma partida a mais.

Antes de enfrentar o Grêmio, neste domingo (6), em Porto Alegre (RS), pela competição, o Vasco terá pela frente o jogo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana, contra o Defensa y Justicia (ARG), em São Januário (RJ). Na ida, na Argentina, a partida terminou empatada em 1 a 1.

Ceará pareceu jogar em casa

Andrey tenta domínio durante Vasco x Ceará pelo Brasileirão 2020 - Jorge Rodrigues/AGIF - Jorge Rodrigues/AGIF
Imagem: Jorge Rodrigues/AGIF

O desempenho do Vasco foi tão ruim que pareceu que o Ceará é quem estava jogando em casa. O Cruz-maltino mal conseguiu trocar passes, cedeu espaços e foi presa fácil ao Vozão, que já após o primeiro gol não recuou e foi para o jogo buscando mais.

Carlinhos: aposta que não deu certo

Com Benítez voltando pela primeira vez após ter contraído a Covid-19, o interino Grasseli preferiu deixar o argentino no banco de reservas e iniciar com Carlinhos. A aposta, porém, não surtiu efeito. O meia foi muito mal e falhou no primeiro gol do Ceará.

Outros jogadores, porém, tiveram atuações bem ruins também, casos dos zagueiros Ricardo Graça e Leandro Castan, e do volante Léo Gil.

Cléber dá trabalho

O atacante grandalhão do Ceará foi uma verdadeira pedra no sapato da defesa do Vasco, e ainda marcou um gol demonstrando um grande senso de posicionamento dentro da área.

Carlinhos falha e Ceará abre o placar no início

Logo aos três minutos do primeiro tempo, o meia Carlinhos perdeu uma bola no meio de campo, o Ceará armou o contra-ataque e Pedro Naressi saiu na cara de Lucão. O meia tocou no canto esquerdo e abriu o placar para o Vozão.

Ceará amplia com facilidade

O Ceará ampliou o marcador aos 25 minutos do primeiro tempo, quando Léo Chu foi à linha de fundo, fintou Léo Matos, cruzou e encontrou Cléber. O atacante se antecipou a Ricardo Graça, que ficou parado, e finalizou com precisão.

Ribamar sofre pênalti e diminui

O Vasco diminuiu aos 19 minutos do segundo tempo quando Ribamar sofreu pênalti de Luiz Otávio e o próprio cobrou e converteu. O Cruz-maltino parecia renascer, mas....

Ceará joga ducha de água fria

...Aos 33, Gustavo Torres perdeu uma bola no ataque para Lima, o meia avançou, tocou para Saulo Mineiro e o jogador do Ceará fuzilou o gol de Lucão para fazer o 3 a 1 para os cearenses.

Ceará amplia após VAR

O golpe de misericórdia foi aos 44 minutos do segundo tempo, quando a arbitragem marcou pênalti após consulta ao VAR e Vini converteu a cobrança.

Cano com covid-19

O atacante Germán Cano, artilheiro do Vasco no ano, testou positivo para coronavírus e se tornou desfalque não só para o jogo de hoje com também contra Defensa y Justicia (pela Copa Sul-Americana) e Grêmio.

Vasco faz campanha para Novembro Azul

Os jogadores do Vasco entraram com uma faixa em alusão à campanha Novembro Azul, que alerta sobre a prevenção ao câncer de próstata. O adereço continha a frase que dizia: "a prevenção é um ato gigante. Seja homem. se cuide!".

VASCO 1 X 4 CEARÁ
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 18h (horário de Brasília)
Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias de Araújo (SP)
Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira (SP)
Cartões amarelos: Léo Gil, Andrey (VAS); Luiz Otávio (CEA)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Pedro Naressi, aos 3 minutos do primeiro tempo (CEA); Cléber, aos 25 minutos do primeiro tempo (CEA); Ribamar, aos 19 minutos do segundo tempo (VAS); Saulo Mineiro, aos 33 minutos do segundo tempo (CEA); Vina, aos 44 minutos do segundo tempo (CEA)

Vasco: Lucão, Miranda, Leandro Castan e Ricardo Graça (Tiago Reis); Léo Matos (Cayo Tenório), Léo Gil (Benítez), Andrey, Carlinhos (Juninho) e Neto Borges; Gustavo Torres e Ribamar (Ygor Catatau). Técnico: Alexandre Grasseli (interino)

Ceará: Richard, Samuel Xavier, Klaus, Luiz Otávio e Bruno Pacheco (Alyson); Fabinho, Pedro Naressi, Vina (Wescley) e Lima (Leandro Carvalho); Léo Chu (Kelvyn) e Cléber (Saulo Mineiro). Técnico: Guto Ferreira

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do informado anteriormente, o autor do terceiro gol do Ceará foi Saulo Mineiro --não Vina. O erro foi corrigido.

Futebol