PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Duílio vence eleição do Corinthians e mantém grupo de Andrés no poder

Duílio Monteiro Alves concede entrevista no CT Joaquim Grava: ex-diretor de futebol virou presidente - Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Duílio Monteiro Alves concede entrevista no CT Joaquim Grava: ex-diretor de futebol virou presidente Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Diego Salgado e Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

28/11/2020 23h12

Duílio Monteiro Alves venceu a eleição presidencial do Corinthians na noite de hoje (28). Com a vitória, o grupo político de Andrés Sanchez se mantém no comando do clube por mais três anos. O pleito ocorrido no Parque São Jorge ainda teve a participação dos opositores Mário Gobbi Filho e Augusto Melo, que ficou na segunda posição.

Duílio obteve 1.079 votos (37,7%), contra 934 de Augusto Melo (32,6%) e 782 de Mário Gobbi (27,3%). Foram registrados 56 votos em branco (1,9%) e mais 14 nulos (0,5%). Oito votos estão sub judice.

Com a vitória de Duílio, a chapa Renovação e Transparência, nome do grupo liderado por Andrés, ficará no mínimo 16 anos no comando do clube. O atual mandatário assumiu o cargo no fim de 2007, depois da era Alberto Dualib, que durou 14 anos.

Andrés foi presidente do Corinthians até dezembro de 2011. Em seguida, Mário Gobbi e Roberto de Andrade, candidatos da situação, venceram as eleições e comandaram o clube. Andrés voltou à presidência em 2018 para mais três anos de mandato.

Duílio tem 45 anos, é filho de Adílson Monteiro Alves, diretor corintiano na época da Democracia Corinthiana. Ele ocupou a função de diretor de futebol em dois mandatos diferentes. Primeiro, no de Mário Gobbi, no triênio 2012-2015. Em seguida, no atual mandato de Andrés.

O ex-diretor de futebol, que se licenciou do cargo no começo de outubro, terá desafios dentro e fora de campo. A situação financeira é delicada: o clube fechou em déficit recorde no ano passado. A pandemia no novo coronavírus agravou a situação.

No âmbito esportivo, o time foi eliminado da Libertadores e da Copa do Brasil em 2020, além de perder o Paulistão. No Brasileirão, a luta é para não cair. O time soma 29 pontos em 23 rodadas, cinco pontos à frente do Vasco, o primeiro time da zona do descenso.

Corinthians