PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Corinthians reformula central de analistas após críticas de Tiago Nunes

Tiago Nunes em treino do Corinthians em 19/2/2020. Ele foi demitido em setembro - Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Tiago Nunes em treino do Corinthians em 19/2/2020. Ele foi demitido em setembro Imagem: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Yago Rudá

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/11/2020 04h00

Classificação e Jogos

Quase oito meses após o técnico Tiago Nunes criticar o Cifut (Centro de Inteligência do Futebol) do Corinthians ao dizer que o departamento estava sucateado, o setor passou por mudanças. Hoje, a central de analistas do clube está mais próxima do trabalho realizado pela comissão técnica em relação ao que acontecia no passado. Agora o departamento de futebol trabalha para integrar as informações do elenco profissional e dos atletas da base, entendendo que está próximo de de cumprir esse objetivo.

Quando Tiago Nunes afirmou em entrevista ao canal 'BandSports' que o Cifut não conseguia entregar as informações solicitadas, o treinador referia-se, sobretudo, aos dados de jogadores da base do próprio Corinthians que concorriam a uma promoção aos profissionais. Outra crítica do ex-comandante, demitido em setembro, era em relação à metodologia de trabalho desse núcleo, em comparação ao que testemunhou em sua passagem pelo Athletico-PR.

A fala do treinador não foi bem recebida no clube do Parque São Jorge. Internamente, funcionários e diretoria demonstraram sua insatisfação. O presidente Andrés Sanchez ironizou a entrevista e afirmou estar chateado com Tiago Nunes. O cartola até brincou com a situação ao dizer que o "treinador havia trabalhado no Barcelona e, por isso, achou que o que havia no Corinthians era ruim".

Depois de quase oito meses, o Corinthians passou a ter um novo responsável pelo departamento: Cláudio de Andrade —homem de confiança de Vagner Mancini. Agora, de acordo com fontes ouvidas pelo UOL Esporte, o Cifut está mais próximo da comissão técnica. Seu trabalho está mais integrado aquilo que é passado aos jogadores nos treinamentos.

A estrutura do Corinthians é apontada como uma das melhores do Brasil. Afinal, o clube tem instalações de última geração e profissionais elogiados no mercado. Os campos do CT, por exemplo, possuem câmeras instaladas no alto que permitem gravar os treinamentos em tempo real e, se necessário, os analistas cortam as imagens e montam um vídeo para o técnico debater e corrigir o posicionamento dos atletas em tempo real. Responsável pelo Cifut, Cláudio acompanha as atividades em campo ao lado de Mancini.

Os analistas do centro de inteligência trabalham diariamente no CT Joaquim Grava. O grupo tem como missão fazer os relatórios das equipes adversárias, monitorar os treinamentos do elenco do Corinthians e ajudar o treinador a montar as atividades ao elenco, de acordo com as necessidades de cada jogo. Os profissionais também registram as partidas dentro e fora de casa e mandam informações para o treinador em tempo real. Nos intervalos das partidas, por exemplo, há uma televisor no vestiário para que Mancini o utilize na correção de eventuais erros de sua equipe.

Quanto ao problema apontado por Tiago Nunes pela divergência de informações entre categoria de base e profissional, o clube se movimentou nos bastidores. Contratou Osmar Loss para ser coordenador técnico da base e acelerar o processo de integração de dados. Semanalmente, Loss visitava o CT Joaquim Grava para colher informações e conversar com a diretoria. A inauguração do novo centro de treinamento, pensado exclusivamente para a base e localizado ao lado do CT Joaquim Grava, ajudará na tarefa.

Na semana passada, Loss aceitou um convite do Internacional para ser auxiliar-técnico e deixou o cargo vago. O Corinthians ainda procura uma nova pessoa para função, mas a definição deve ficar apenas para o ano que vem.

O Cifut foi criado pelo Corinthians no fim da década passada, quando a análise de desempenho ainda era uma novidade no futebol brasileiro. Atualmente, o departamento é formado pelos analistas Cláudio de Andrade, Vitor Misumi, Fábio Roberto e Tassio Rodrigues. A equipe ainda é reforçada por Alysson Marins, observador técnico do clube, e responsável pelo monitoramento de mercado e a sugestão de novos nomes para o Timão.

Corinthians