PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Bastidores do Vasco: Liminar autoriza participação de anistiados em eleição

Cerca de 750 sócios anistiados em 2018 poderão votar em uma urna separada na eleição do Vasco - Paulo Fernandes / Flickr do Vasco
Cerca de 750 sócios anistiados em 2018 poderão votar em uma urna separada na eleição do Vasco Imagem: Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

29/10/2020 17h14

Uma liminar concedida pela juíza Mabel Christina Castrioto Meira de Vasconcellos, da 18ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) autorizou os sócios anistiados pelo Vasco em 2018 a participarem da eleição presidencial que acontecerá dia 7 de novembro. Pela decisão, os votos deles serão contabilizados separadamente.

A ação foi feita em conjunto entre as chapas "Mais Vasco", de Jorge Salgado, e "Sempre Vasco", de Julio Brant, e irá beneficiar cerca de 800 associados. Na autoria, inclusive, constam os nomes dos dois candidatos à presidência vascaína.

No documento, a juíza destaca:

"Diante do exposto, DEFIRO O PLEITO, para determinar aos réus sejam assegurados os direitos de participação/votação, em separado, na próxima Assembleia Geral Ordinária do clube com o fim de eleição, designada para o dia 07/11/2020, aos 3º, 4º, 5º e 6º autores, bem como aos demais sócios gerais, que comprovem as condições necessárias para tanto, qual seja terem sido anistiados e estarem adimplentes na data de 31/08/2020".

Vale lembrar que o edital de convocação da Assembleia Geral Ordinária (AGO) determinou que a eleição presidencial acontecerá de maneira 100% online.

Concorrem à presidência do Vasco, além de Jorge Salgado e Julio Brant, os candidatos Leven Siano, Sérgio Frias e Alexandre Campello, este último que busca a reeleição.

Vasco