PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Eleição presidencial do Vasco é convocada para ser 100% online

Edital de convocação estipula que eleição presidencial do Vasco da Gama será 100% online - Paulo Fernandes / Flickr do Vasco
Edital de convocação estipula que eleição presidencial do Vasco da Gama será 100% online Imagem: Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

28/10/2020 19h55

O presidente da Assembleia Geral do Vasco, Faues Cherene Jassus, o Mussa, divulgou o edital de convocação para a Assembleia Geral Ordinária (eleição presidencial) do dia 7 de novembro. Como esperado, o dirigente confirmou que o pleito acontecerá 100% de maneira virtual, com os sócios votando através de um site da plataforma "Eleja Online".

A decisão não é uma unanimidade internamente, fato que fez com que a maioria do Conselho Deliberativo votasse pela impugnação da votação online. O caso agora foi encaminhado para a mesa diretora da Assembleia Geral.

Mussa decidiu pela eleição virtual colocando como argumento a pandemia do coronavírus. Presidente do clube, Alexandre Campello defendia um pleito "híbrido", tanto com voto online quanto presencial.

Este formato de votação já havia sido utilizado na Assembleia Geral Extraordinária (AGE), que aprovou a eleição direta.

Caso a eleição online aconteça, de fato, será a primeira vez na história do clube que o novo presidente será conhecido desta maneira.

Mussa acusa Campello de não publicá-lo

Segundo Mussa, o edital de convocação foi encaminhado para Alexandre Campello no último dia 23 mas, de acordo com o dirigente, o presidente cruz-maltino estaria se recusando a publicá-lo em jornais de grande circulação, como sugere o estatuto do clube. A tendência, inclusive, é a de que isso não aconteça.

Candidato pretende acionar Justiça

Em entrevista ontem (27) ao "Blog do Perrone", do UOL Esporte, o candidato à presidência Leven Siano havia afirmado que, caso o edital de convocação confirmasse a eleição online, ele iria ingressar com uma ação na Justiça contra a decisão.

Ele afirma ter "convicção" de que votação será manipulada pelas chapas "Mais Vasco" e "Sempre Vasco" com este formato.

Vasco