PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Português Abel Ferreira, técnico do PAOK, ganha força no Palmeiras

Abel Ferreira, técnico do PAOK, durante jogo da Liga dos Campeões - Erwin Spek/Soccrates Images/Getty Images
Abel Ferreira, técnico do PAOK, durante jogo da Liga dos Campeões Imagem: Erwin Spek/Soccrates Images/Getty Images

Danilo Lavieri, Guilherme Piu e Thiago Ferri

Do UOL, em Belo Horizonte e São Paulo

28/10/2020 13h43Atualizada em 28/10/2020 17h18

Abel Ferreira ganhou força e está em negociações avançadas para assumir o comando do Palmeiras. O português de 41 anos de idade está no PAOK, da Grécia e mostrou-se interessado a aceitar um contrato de pelo menos duas temporadas. Porém, para sua saída acontecer, o clube europeu precisa ser ressarcido. Há uma multa rescisória alta, que está sendo negociada entre as diretorias.

O Verdão não confirma o nome, mas trabalha com um favorito e considera-se perto de resolver sua contratação. Abel, por enquanto, está com o PAOK na Espanha, onde enfrentará amanhã (29) o Granada, pela Liga Europa. Nenhum anúncio deve ocorrer antes da partida, mas pessoas ligadas ao português veem com otimismo o acerto.

Não está confirmada a comissão técnica que ele montará confirmando o acerto com Palmeiras, mas o treinador trabalha com quatro profissionais: os auxiliares Carlos Martinho e Vitor Castanheira, o preparador físico João Martins e o analista Tiago Costa.

A ideia palmeirense é contratar um treinador moderno, que tenha bom trabalho com categoria de base. Abel começou a carreira comandando os juniores do Sporting (POR), depois foi para a equipe B do Braga e ganhou destaque ao ser promovido ao time principal. De acordo com o blog do Marcel Rizzo, a proposta é de 120 mil euros por mês (cerca de R$ 800 mil).

Ele está desde o ano passado no PAOK, e se mostrou interessado em assumir o Palmeiras, que está sem treinador há duas semanas, desde que Vanderlei Luxemburgo foi demitido.

Miguel Ángel Ramírez foi o primeiro alvo, mas mudou o tom durante a negociação já avançada e pediu para deixar o Independiente Del Valle (EQU) apenas depois da Libertadores. O clube se incomodou e desistiu do acordo.

Desde então, diversos nomes foram sondados, como Gabriel Heinze. O Palmeiras, porém, irritou-se com a divulgação da recusa de treinadores que diz nem ter procurado.

A informação sobre o interesse de Abel Ferreira foi publicada inicialmente pelo Goal.

Palmeiras