PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

Confira vezes em que Felipe Neto 'saiu do prumo' por causa do Botafogo

Influenciador digital já patrocinou o clube, pediu demissão de treinador e criticou gritos homofóbicos de botafoguenses - Reprodução/Youtube
Influenciador digital já patrocinou o clube, pediu demissão de treinador e criticou gritos homofóbicos de botafoguenses Imagem: Reprodução/Youtube

Do UOL, em São Paulo

28/10/2020 11h37

Considerado um dos maiores influenciadores digitais do Brasil, Felipe Neto é assumidamente torcedor do Botafogo e passou a se envolver diretamente com o clube nos últimos anos.

Ele, que já chegou a patrocinar o time do seu coração, desabafou ontem após a derrota dos cariocas contra o Cuiabá, pela Copa do Brasil, por 1 a 0, e anunciou que não fará novos investimentos na equipe.

O longo depoimento não foi, no entanto, o primeiro que Felipe Neto faz sobre o time em suas redes sociais.

Relembre outras vezes em que o influenciador "perdeu o prumo" na web por causa do Botafogo.

2018: irritação com treinador

Pouco tempo depois de se tornar patrocinador do clube, Felipe Neto usou o Twitter para pedir a demissão de Marcos Paquetá após uma derrota do Botafogo na Sul-Americana.

"Técnico do Botafogo. Grande experiência no futebol da Líbia. Muito famoso no Qatar. Grande trabalho feito no Paquistão. Alguém quer contratar? Por favor... Eu pago a passagem", desabafou o influenciador.

No mesmo dia, o clube anunciou a demissão de Paquetá, que durou cinco jogos no comando técnico da equipe.

2019: críticas a torcedores

Em maio do ano passado, o influenciador fez uma crítica à própria torcida por uma boa causa.

Isso porque uma parte das arquibancadas fez uso de gritos homofóbicos durante uma partida do Botafogo contra o Fluminense.

"Torcida do Botafogo cantando 'time de viado' no jogo contra o Fluminense. Já passou da hora disso acabar no futebol. É muito patético usar 'viado' como ofensa em 2019. Um dia isso será lembrado como abominável pelos nossos filhos e netos", escreveu Felipe.

2019: revolta com arbitragem

Um clássico entre Botafogo e Flamengo, vencido pelo rubro-negro, gerou indignação do botafoguense.

Após uma arbitragem polêmica de Raphael Claus - com Thiago Peixoto no VAR -, Felipe Neto classificou a atuação dos juízes como "roubo na cara de pau".

Botafogo