PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Renato fala em tom de ameaça e reclama do VAR após derrota do Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

11/10/2020 18h47

Classificação e Jogos

Renato Gaúcho utilizou sua entrevista coletiva após a derrota para o Santos por 2 a 1, hoje (11), pela 15ª rodada do Brasileiro, para reclamar do trabalho do árbitro de vídeo. Segundo ele, um pênalti para o Grêmio deveria ser marcado, e não foi pois o VAR não chamou o árbitro de campo.

Houve dois pênaltis na partida, ambos para o Santos. Nos dois lances a marcação aconteceu após o árbitro de vídeo chamar o juiz da partida. Renato queria um terceiro, desta vez para sua equipe.

No lance, um cruzamento acerta o braço de Felipe Jonathan dentro da área santista. O árbitro de campo sinaliza aos jogadores — que reclamavam — que o braço do jogador do Peixe estava junto ao corpo. Após um breve momento de conversa no sistema de comunicação, ele manda o jogo seguir sem observar o lance na tela do VAR.

"Não aguento mais reclamar, é nadar contra a maré. Não é arbitragem. Eu falei antes do campeonato, e hoje não é porque perdemos... O árbitro do VAR tem que parar de decidir o que é pênalti e o que não é. Seu Gaciba (Leonardo, chefe de arbitragem da CBF), abre o olho, esta lei não está dando certo. Alguns árbitros são prejudicados, outros são ajudados. O árbitro de vídeo não tem que decidir o que é pênalti ou não, tem que chamar o árbitro do jogo para ver", bradou o treinador.

"O árbitro do jogo falou que não foi nada nos dois lances de pênalti do Santos, o vídeo chamou ele, ele foi ver, e marcou corretamente. Os dois pênaltis foram bem marcados. Agora, o nosso lance, o árbitro não foi ver. Eu já vi isso em outros jogos. É o árbitro de vídeo, não é arbitragem. Por que ele não foi ver no vídeo?", reclamou o técnico gremista.

Portaluppi seguiu em tom de reclamação e até ameaça ao comando da arbitragem.

"Chega, Gaciba, não dá mais para aguentar isso. Hoje foi o Grêmio prejudicado, amanhã ou depois serão outros treinadores a gritar. Os pênaltis do Santos foram legítimos, mas o do Grêmio também foi. Vou começar a pegar pesado com vocês, Gaciba. Ou mudem esta regra ou... Não sou só eu, outros treinadores também vão gritar. Como não foi pênalti? O árbitro de vídeo diz que não foi e fica por isso mesmo? E vocês não aparecem para explicar, para dar entrevista", continuou.

"Vocês não conseguem definir uma regra. É o árbitro de vídeo quem decide. Então, que tire o árbitro de campo. Deixa o árbitro apitar de uma barraca, de um lugar qualquer... Está vergonhoso. Perdemos o jogo por um erro, de novo, do VAR, por não ter chamado o árbitro do jogo. Então, Gaciba, se liga, hoje estou pegando leve", finalizou.

Grêmio