PUBLICIDADE
Topo

Barcelona

Suárez chora em adeus ao Barça e explica saída: técnico não contava comigo

Suárez chora em evento de despedida do Barcelona - Reprodução/YouTube
Suárez chora em evento de despedida do Barcelona Imagem: Reprodução/YouTube

Do UOL, em São Paulo*

24/09/2020 07h51Atualizada em 24/09/2020 14h23

Classificação e Jogos

O atacante Luis Suárez se despediu do Barcelona na manhã de hoje em uma entrevista marcada pela emoção. A caminho do Atlético de Madri, o uruguaio chorou depois de ouvir as palavras de agradecimento do presidente Josep Maria Bartomeu, disse que o clube o apoiou em momentos difíceis e indicou que saída tem como principal motivo uma opção do técnico Ronald Koeman.

"Às vezes, o jogador e o clube precisam de mudanças. Nesse caso, o treinador não contava comigo. Saio com a sensação de ter atendido às expectativas. Saio como terceiro artilheiro (da história do clube). É algo que não imaginei. Fico feliz por deixar uma boa marca. Houve bons e maus momentos. Que eles se lembrem de mim para o bem", disse.

Suárez deixa o Barcelona para atuar no Atlético de Madri mesmo tendo mais um ano de contrato com o clube catalão. O negócio foi fechado ontem, sendo que o clube madrileno pagará seis milhões de euros (cerca de R$ 39 milhões) em cláusulas variáveis, com o pagamento condicionado a metas estabelecidas.

Na entrevista, Suárez ainda se emocionou ao relembrar a confiança depositada pelo clube em um momento difícil, logo após a suspensão provocada pela mordida em Chiellini na Copa do Mundo de 2014.

"Sempre serei muito agradecido, o clube confiou em mim sabendo das condições em que chegaria depois do erro que cometi", disse, referindo-se ao fato de a equipe catalã ter mantido sua contratação mesmo com sua suspensão.

"Estou ciente de que uma etapa está terminando. Tenho que estar muito orgulhoso de tudo que fiz e por levar amigos comigo depois de todos esses anos. Sai um ser humano que tem sentimentos", disse.

Suárez mordeu Chiellini durante o duelo entre Uruguai e Itália na primeira fase da Copa do Mundo de 2014. Na ocasião, o atacante não foi expulso de campo, mas o lance flagrado por câmeras rendeu quatro meses de suspensão a ele, o que postergou a estreia no novo clube.

Despedida com a presença de veteranos

Jogadores mais experientes do elenco do Barcelona, Lionel Messi, Sergio Busquets, Gerard Piqué, Jordi Alba e Sergi Roberto compareceram à despedida. Ao final da entrevista, eles posaram ao lado de Suárez e dos 13 troféus conquistados pelo uruguaio no clube.

Luis Suárez sai para o Atlético de Madrid como o terceiro maior artilheiro da história do Barcelona, com 198 gols, e com 13 títulos em seis temporadas: um da Liga dos Campeões, um do Mundial de Clubes, um da Supercopa Europeia, quatro do Campeonato Espanhol, quatro da Copa do Rei e dois da Supercopa da Espanha.

"Foi um sonho realizado, mas nunca imaginei chegar a esses números. Aqui é preciso render sempre o máximo e não dá para saber quantos anos você vai ficar. Saio mais do que orgulhoso e satisfeito dos anos espetaculares e maravilhosos no Barça", comentou.

Suárez, de 33 anos, disse acreditar que ainda pode render em uma equipe de alto nível, como o Atlético de Madri.

"Eu me sinto capacitado para continuar jogando no Campeonato Espanhol, estou muito animado e quero provar que posso continuar competindo, se não no Barcelona, em outra equipe", analisou.

*Com informações da EFE

Barcelona