PUBLICIDADE
Topo

Juninho Fonseca: "Ser técnico do Corinthians foi experiência desgastante"

Do UOL, em São Paulo

22/09/2020 16h24

Jogador da Democracia Corinthiana e campeão paulista pelo Corinthians em 1983, o ex-zagueiro Juninho Fonseca teve a oportunidade de trabalhar anos depois como técnico da equipe principal entre 2003 e 2004, mas sua passagem pelo cargo durou pouco tempo, algo que ele já previa, demitido após uma derrota para o São Paulo no Campeonato Paulista de 2004.

No programa Os Canalhas, em entrevista aos jornalistas João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana, Juninho explica os motivos pelos quais já imaginava que não teria vida longa como técnico do clube no qual contou com jogadores como Fábio Costa, Rincón, Adrianinho, Fabinho e Régis Pitbull.

"Eu fui treinador do Corinthians, quando eu assumi eu disse 'é bem provável que eu não consiga durar no Corinthians'. Porque nenhum empresário quis ser meu empresário. Eu me ofereci para os caras, 'gente'. Os caras do Corinthians, o Andrés, esse que é presidente hoje, o espanhol, ele tinha até o box no Ceasa, aquela coisa. Eu disse 'mas eu não tenho empresário', e o Andrés 'não, vamos lá que você vai aguentar'", conta Juninho.

"É difícil para caramba, de toda forma, eu convivi com essa máxima de ser treinador e com certeza tem uma coisa que um canalha que é treinador precisa ter, ele não precisa ter talento, não precisa ser bom treinador, não precisa nada, ele precisa só ganhar o jogo", completa.

Juninho Fonseca afirma que o breve período trabalhando como técnico do Corinthians, com 17 jogos comandando o time principal após substituir Júnior, hoje comentarista da TV Globo, foi de muito desgaste para ele e para a sua família.

"Eu trabalhei no profissional, não durei muito tempo, mas foi uma experiência desgastante para a família, para mim, nossa senhora, coisa pesada, viu?", conta.

Demitido após perder o clássico no Morumbi, ele destaca que a diferença de time que tinha o São Paulo, que tinha Cuca como técnico, além de jogadores como Rogério Ceni, Cicinho, Fabão, Danilo, Grafite e Luís Fabiano.

"Nós perdemos para o São Paulo, vê a escalação do São Paulo e a escalação do Corinthians desse jogo, eu duvido que você pegue três jogadores do Corinthians e coloque no São Paulo", diz o treinador.

Naquele estadual, o Corinthians fez uma campanha ruim e não foi rebaixado devido a uma vitória do São Paulo sobre o Juventus, com dois gols de Grafite.

"Não vou só criticar o Corinthians, não, eu fiz parte de um contexto e não vou fazer uma canalhice de só tacar pedra nos caras, de alguma forma, eu concordei. Nós tínhamos o Rincon aposentado, voltou a jogar futebol, tínhamos o Rogério, tínhamos o Gil, mas não era time para andar muito, dois anos depois o Corinthians veio a rebaixamento para ter uma ideia", conclui, citando o rebaixamento do clube em 2007.

Os Canalhas: Quando e onde?

O programa Os Canalhas vai ao ar toda terça-feira, às 14h, em transmissão ao vivo, disponível na home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte no Youtube e no Facebook e Twitter, com os jornalistas João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana entrevistando personalidades importantes do esporte brasileiro. Inscreva-se no canal Os Canalhas no Youtube para conferir mais de João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana.