PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Dome explica substituição de Ribeiro e "tira peso" de clássico com Botafogo

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

19/08/2020 22h48

Após o empate do Flamengo com o Grêmio, na noite de hoje (19), pelo Campeonato Brasileiro, o técnico Domènec Torrent explicou o motivo de ter substituído Everton Ribeiro, que vinha tendo boa atuação. Além disso, indicou saber a importância que o clássico com o Botafogo tem para a torcida, mas salientou que o importante é a vitória, independentemente do adversário.

Segundo Dome, a saída de Everton Ribeiro aconteceu porque ele entendeu que seria necessária uma mudança tática no time rubro-negro, que perdia por 1 a 0 para o Tricolor gaúcho.

"[Everton Ribeiro] Estava bem, mas Arrascaeta e Gerson também estavam. Eu precisava abrir o campo e, para isso, precisava de jogadores rápidos. O Everton joga muito bem entre as linhas, mas quando precisa ir para o 4-2-4, as qualidades de Vitinho e Bruno são outras. Estou feliz com o Everton, mas eu precisava mudar rapidamente e, alguns jogadores, são melhores em algumas situações. Queria uma variação tática, com extremos rápidos", disse.

"É meu trabalho melhorar o jogo. Muitas vezes é impossível porque o adversário também joga e joga bem. Quando pensamos em melhorar a equipe, fazemos as mudanças que achamos corretas", completou.

Na próxima rodada, Domènec terá o primeiro clássico à frente do time rubro-negro, ao encarar o Botafogo, também pelo Brasileiro. Com apenas um triunfo em quatro partidas, o treinador ressalta a necessidade da vitória, independentemente de se tratar de um rival.

"Sempre é importante ganhar o próximo jogo, para recuperar a confiança. Sei que o [jogo com o] Botafogo é um clássico importante aqui, mas precisamos ganhar o próximo adversário sempre. Sei o quanto é importante para a torcida. Vamos tentar ganhar, mas não será fácil. Todas as equipes têm qualidade e todas querem ganhar do Flamengo", avisou.

Questionado sobre a fase de Gabigol e Bruno Henrique, o técnico espanhol voltou a falar sobre a necessidade de ter mais tempo de trabalho para que ele e o elenco consigam fazer correções e colocar em prática um novo conceito.

"Esses jogadores precisam de tempo. Eu preciso e eles também. Treinamos pouco. Jogamos cinco jogos em 15 dias. Tenho muita confiança nesses jogadores. Vão fazer muitos gols, tenho segurança. Artilheiro precisa de confiança porque são jogadores especiais. Quando começamos a fazer gol, não param. Todos precisam de tempo. Precisamos de mais treinamento. Quando estivermos melhor em todos os aspectos, teremos mais chance de fazer gol", afirmou.

Flamengo