PUBLICIDADE
Topo

Santos

Santos demite Jesualdo Ferreira do comando técnico do clube

Jesualdo comanda treino do Santos no CT Rei Pelé - Ivan Storti/Santos FC
Jesualdo comanda treino do Santos no CT Rei Pelé Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

05/08/2020 16h07

Jesualdo Ferreira não é mais técnico do Santos. O Comitê de Gestão do Peixe decidiu pela demissão do português após a eliminação do Campeonato Paulista e o fraco desempenho da equipe no ano.

O treinador enfrentava forte pressão da torcida e dos cartolas do clube já há algum tempo, mas vinha sendo bancado pelo Superintendente de Futebol William Thomas, que foi quem indicou a contratação do técnico.

Após a derrota para a Ponte Preta que eliminou a equipe do estadual na fase quartas de final, o presidente José Carlos Peres, que era um dos defensores do técnico, não suportou a pressão e aceitou o pedido dos gestores. As reuniões se arrastaram por dias antes da decisão final.

Jesualdo deixa o Santos após apenas 15 jogos: seis vitórias, quatro empates e cinco derrotas, um aproveitamento de 48,8%. A equipe marcou 17 gols e sofreu 16. O Peixe tem o segundo pior ataque em 2020 entre os clubes que disputam a Série A do Brasileirão.

O técnico português não conseguiu conviver com a sombra deixada pelo argentino Jorge Sampaoli. Ele chegou a se irritar com perguntas da imprensa sobre as diferenças de estilo de jogo dos dois, principalmente no quesito pressão na retomada de bola.

Desde a última sexta-feira (31), um dia após a eliminação do estadual, a maioria do Comitê Gestor estava decidida a demitir o técnico, mas William Thomas ainda tentava segurá-lo. A demissão só ocorreu hoje (5), a quatro dias da estreia no Brasileirão - neste domingo, diante do Red Bull Bragantino, na Vila Belmiro.

Os nomes de Cuca, que treinou o Peixe recentemente, Elano, que estava na Inter de Limeira, e até Ricardo Catalá, técnico do Mirassol, circulam na Vila Belmiro para suceder Jesualdo Ferreira.

A comissão técnico de Jesualdo, os auxiliares Rui Águas, Antonio Oliveira e Daniel Gonçalves, o analista Pedro Bouças, e o preparador José Pedro Pinto, também deixam o Santos.

Santos