PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Jornalistas de diferentes emissoras lamentam morte de Rodrigo Rodrigues

Rodrigo Rodrigues teve passagens por ESPN e Esporte Interativo antes de passar pelo SporTV - Reprodução/Instagram
Rodrigo Rodrigues teve passagens por ESPN e Esporte Interativo antes de passar pelo SporTV Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

28/07/2020 13h03Atualizada em 28/07/2020 17h14

Jornalistas de diversas emissoras, incluindo os canais ESPN e Esporte Interativo, duas emissoras onde Rodrigo Rodrigues trabalhou recentemente, repercutiram a morte do apresentador, vítima de trombose em decorrência de coronavírus.

No "Bate Bola", programa que foi comandado por Rodrigo na ESPN, os integrantes relembraram momentos do comunicador na emissora.

"Ele acabou me passando o bastão aqui na ESPN e faz parte da minha história. E tenho certeza que faz parte da história de quem está na nossa produção, coordenação e de todos vocês", iniciou o apresentador Bruno Vicari, que sucedeu Rodrigo.

"A história da ESPN é a do Rodrigo. Agora ele brilhantemente estava no SporTV, como foi brilhante em outras emissoras apresentando programas não só de esportes, mas coisa cultural e musical também."

Cícero Mello, repórter que está há décadas na emissora, revelou a admiração que tinha por Rodrigo.

"Acho que encontrei com o RR uma única vez, mas a empatia que tínhamos no ar era impressionante, desde o primeiro programa que ele participou. Vou completar 25 anos de empresa, e quando ele entrou, foi uma das pessoas que tive mais empatia. Me dava muita força e brincava muito comigo, era uma coisa saudável. Ele tinha um estilo próprio, era ele mesmo o tempo todo. Trabalhei com grandes profissionais e vi muita gente ter intimidade com o microfone e a câmera, mas não encontrei ninguém que se mostrasse tão confortável com isso quanto ele."

Outros jornalistas da ESPN homenagearam o amigo nas redes sociais. Veja algumas manifestações:

Esporte Interativo

Jornalistas do Esporte Interativo também prestaram homenagens ao apresentador. Rodrigo passou pela emissora entre 2018 e 2019.

Ao SporTV, André Henning disse: "Estou derrubado como vocês, mas não consigo lembrar dele sem um sorriso no rosto. Tinha uma leveza para tratar das coisas, fazia piadas com ele mesmo. Trabalhei com ele apenas um ano e Foi um ano de muita amizade e entrosamento por ambos sermos apaixonados por música".

Outros jornalistas:

Em entrevista ao SporTV, Juca Kfouri detalhou como conheceu Rodrigo Rodrigues.

"A minha relação com ele começa muito antes de ser jornalista. Eu era editor da Placar e recebia com frequência desenhos e textos de um menino chamado Rodrigo, carioca, apaixonado pelo Zico. Tinha desenhos do Zico, odes ao Zico. Eu sempre tive esse hábito de responder as cartas. Na segunda ou terceira vez encontrei o Rodrigo já jornalista, ele levou alguns bilhetes meus das respostas. É claro que isso estabeleceu uma relação diferente, eu passei a prestar atenção nele no Vitrine, da TV Cultura", iniciou Juca.

O experiente jornalista falou ainda que estava otimista em relação à melhora de Rodrigo. "Confesso a vocês que eu fui dormir absolutamente otimista, certo de que ele venceria. E de repente chega essa notícia. Não está certo. Aos 45 anos, não está certo", disse ele, se emocionando.

José Trajano, ex-diretor da ESPN e responsável por levar Rodrigo ao canal da Disney, publicou uma foto do apresentador.

"Estou inconsolável! Última vez que nos falamos no WhatsApp, ele escreveu: 'Se você não tivesse me inventado no futebol, nada disso teria acontecido. Gratidão eterna.' Arrasado aqui, estou sem condições de atender os pedidos para falar do inesquecível Rodrigo, a alegria em pessoa", falou Trajano.

O ex-jogador e apresentador Neto, da TV Bandeirantes, também se manifestou durante a exibição do "Os Donos da Bola".

"É meu amigo, um cara maravilhoso e que sempre gostou de ir para cima. Sempre gostou da vida. Um beijão para ele e para a família. Que Nossa Senhora Aparecida abençoe todos eles", disse Neto.

Também ao SporTV, o jornalista Benjamin Back, da Fox Sports falou sobre o legado do ex-colega de profissão.

"Um cara que todo mundo gostava. É uma coisa que não dá pra explicar. As pessoas precisam colocar uma coisa na cabeça, a gente tem que fazer o bem, aprender a respeitar os gostos e opiniões dos outros. A gente está vivendo uma coisa tão maluca no Brasil. Precisamos parar com a cultura do ódio. Por onde ele andava, era respeitado, querido. Ninguém precisa ser inimigo do outro. Estou muito pessimista em relação ao ser humano. Que fique esse legado do Rodrigo, vamos aprender a respeitar a opinião dos outros e parar de babaquice. Em algum lugar desse universo, ele vai estar bem."

O jornalista José Luiz Datena lamentou a morte durante o programa "Brasil Urgente", na Band. "Infelizmente morreu o apresentador Rodrigo Rodrigues. Ele era do Sistema Globo de Comunicação, mas era um cara excepcional, com quem eu tive oportunidade de participar de um programa no Esporte Interativo com o André Henning, é um menino excepcional, fantástico, magnifico, um cara bacana para caramba. Era um talento, cantor também, tinha uma banda, e infelizmente morreu de complicação da covid-19. Triste, com o coração partido, porque era um menino jovem", afirmou.

Veja a repercussão de outros jornalistas nas redes sociais:

UOL Esporte vê TV