PUBLICIDADE
Topo

Autuori enaltece classificação do Botafogo e se diz satisfeito com o time

Paulo Autuori esteve à beira do gramado no jogo do Botafogo contra a Portuguesa - Vitor Silva/Botafogo
Paulo Autuori esteve à beira do gramado no jogo do Botafogo contra a Portuguesa Imagem: Vitor Silva/Botafogo

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

02/07/2020 00h42

Após o empate sem gols com a Portuguesa-RJ, que garantiu a classificação do Botafogo à semifinal da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, o técnico Paulo Autuori afirmou estar satisfeito com o desempenho do time nesta retomada após a paralisação.

O treinador comentou também os esquemas táticos diferentes utilizados contra a Cabofriense e contra a Luso, os dois duelos que o Alvinegro teve até aqui desde o retorno do futebol.

"Estou satisfeito porque num espaço curto de tempo a equipe conseguiu em dois jogos mostrar coisas interessantes, com estrutura diferente", disse ele, que completou:

"Fizemos [contra a Portuguesa] algumas alterações já pensando na possibilidade de classificação e de poder já no domingo jogar. Tivemos poucos dias de treino. Se for olhar treino mesmo, foram oito sessões para fazer dois jogos em três dias. Estou satisfeito. Aproveitamos o jogo para ver jogadores que não temos utilizado. Temos que ter clareza do futuro que nos espera. Dentro disso o jogo serviu bastante. No primeiro tempo tivemos chance real de gol, três bolas na trave. No primeiro tempo não criamos tanto, normal com substituições".

Autuori aproveitou para explicar o motivo das mudanças realizadas entre uma partida e outra, mas assegurou que o Botafogo tem uma ideia de jogo definida.

"Ideia de jogo se tem, independentemente da estrutura em que se joga. Temos algumas variações. Fizemos contra a Cabofriense e hoje também. Normal. Fiz alterações por dois fatores, uma para preservar os jogadores e também com objetivo de observar determinados jogadores em uma estrutura diferente. É o momento de preparar. Agora vamos recuperar o máximo possível. Vamos nos preparar para o jogo domingo", indicou.

De volta à beira do gramado, o comandante do time de General Severiano voltou a reprovar o retorno do Campeonato Carioca neste momento.

Esta foi a primeira partida em que Autuori esteve no banco desde a volta do Estadual. Contra a Cabofriense, ele ficou em uma cabine como forma de protesto, após ser punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio (TJD-RJ) por críticas à Ferj em entrevista ao jornal "O Globo". Ele chegou a ser liberado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) posteriormente, mas preferiu não ia a campo.

"Continuo achando um absurdo voltar agora, um descaso muito grande com a integridade física dos jogadores. Botafogo tomou a decisão, e acertada, de, neste momento, preservar vidas. E tinha tempo suficiente [para voltar depois]. O Campeonato Carioca vai parar e os outros estaduais vão iniciar. O tempo que vamos parar para o Brasileiro não é nada bom também. Podia juntar um pouco mais o estadual com o Brasileiro. Falta bom senso e lógica. Foi o único estado que houve essa pressão para voltar, um açodamento. Cada dia fica mais claro que não tinha necessidade disso. E vemos claramente algumas atitudes da federação que são de retaliação aos clubes que se opuseram".

Botafogo