PUBLICIDADE
Topo

Herrera desabafa sobre saída do Manchester United: "Merecia mais atenção"

Herrera defendeu as cores do United entre 2014 e 2019 e deixou de maneira conturbada o clube rumo ao PSG - OLI SCARFF/AFP
Herrera defendeu as cores do United entre 2014 e 2019 e deixou de maneira conturbada o clube rumo ao PSG Imagem: OLI SCARFF/AFP

Do UOL, em São Paulo

08/06/2020 13h06Atualizada em 08/06/2020 15h54

Hoje no PSG, o meio-campista espanhol Ander Herrera não esconde as mágoas pela saída conturbada do Manchester United, equipe em que atuou por cinco anos.

Em depoimento ao The Athletic, o jogador de 30 anos afirmou que a diretoria do clube inglês o deixou de lado durante o fim de seu contrato e que, por isso, optou por não renovar no início de 2019.

"Não se tratava de dinheiro ou da duração da oferta do contrato. Na minha opinião, esperei muito tempo [por uma proposta] e merecia mais atenção do clube. Fui um jogador que deu tudo. Nunca reclamei ou fui à mídia reclamar de algo", falou Herrera, que fez 189 jogos com a camisa do United.

Para ele, a demora da diretoria para negociar um novo vínculo o fez aceitar a proposta do PSG. "Nunca fiz cara feia para qualquer membro do conselho [para renovação]. Mesmo assim, eles esperaram até que eu tivesse cinco ou seis meses restantes no meu contrato para conversar", iniciou.

"É por isso que tive alguns desentendimentos com eles. Digo isso, mas também digo que isso faz parte do futebol, parte da vida, nada pessoal - mas eu dou meu ponto de vista como um jogador profissional", concluiu Herrera ao site.

Futebol