PUBLICIDADE
Topo

Landim nega problemas após anúncio de Jesus, e vê postura 'radical' do Flu

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, não apoia os gritos de "É campeão" antecipados - Reprodução Canal Paparazzo Rubro-Negro
Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, não apoia os gritos de 'É campeão' antecipados Imagem: Reprodução Canal Paparazzo Rubro-Negro

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/06/2020 13h30

O anúncio antecipado de Jorge Jesus de sua renovação com o Flamengo, segundo o presidente Rodolfo Landim, não chateou a diretoria rubro-negra. Convidado do Jogo Aberto de hoje, o dirigente destacou a importância do português na vitoriosa campanha do Mengão e negou qualquer rusga após a postagem do treinador.

"Não atrapalhou nada não. Foi muito bacana a proposta dele. São detalhes apenas que faltam, mais a formalização de todas as ideias. A gente espera estar muito em breve assinando este contrato e deixando isso público para toda a Nação. De forma nenhuma a gente ficou chateado", disse Landim.

Em relação à longa negociação com Jesus, que renovou até junho de 2021, o presidente afirmou que o clube sempre acreditou no "final feliz", mas que outros treinadores foram monitorados. Segundo Landim, a ideia não era buscar um substituto para o português, mas criar um padrão de jogo desde as categorias de base.

"A gente está ultimando os preparativos para a assinatura do contrato, então logo que a gente termine esta assinatura, a gente vai informar a toda a nossa torcida. Foi uma longa negociação, mas está chegando ao fim, e tenho certeza que a turma toda vai ficar muito feliz porque, de fato, a presença do Jesus foi muito importante para toda aquela caminhada que a gente teve no segundo semestre do ano passado e tudo que a gente acabou conquistando, não só no ano passado, mas também no início deste ano", comentou Landim, que seguiu:

"A gente sempre trabalhou com a perspectiva do Jesus, até porque a gente entedia que conseguiria este final feliz que estamos muito próximos de ter. Mas, de fato, o que existia dentro do Flamengo era análise de perfis de outros técnicos que pudessem ter o mesmo tipo de proposta de jogo que a gente quer implantar no Flamengo. (...) Então, o que a gente sempre tem procurado avaliar são outros técnicos que tenham este perfil, mas não para substituição do Jesus, sim para a colocação na nossa base, para que a gente possa fazer isso em termos de formação desde as divisões de base até o time de cima".

Volta do Carioca

Em relação à volta do Campeonato Carioca, o presidente rubro-negro comentou as posturas de Botafogo e Fluminense, contrários ao retorno do futebol. Vendo uma postura 'radical' do Tricolor, Landim fez questão de convidar o rival para uma reunião que discutirá o protocolo para a retomada dos jogos.

"Uma posição um pouco mais radical do Fluminense, e uma posição do Botafogo um pouco maus flexível, pelo menos a gente tem sentido isso. Amanhã nós termos uma nova reunião onde vamos discutir o nosso protocolo de jogo seguro, e a gente espera que o Fluminense compareça, discuta e, no final, participe do campeonato. (...) A gente não pode, porque um clube não deseja voltar, parar todo um campeonato. Eu espero que o Fluminense mude de posição. Tem até amanhã para mudar de posição. A gente está aguardando ele na reunião da Ferj", falou.

UOL Esporte vê TV