PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Renato Gaúcho não tem prazo para voltar ao Grêmio em meio à pandemia

Maxi Franzoi/AGIF
Imagem: Maxi Franzoi/AGIF

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

23/05/2020 04h00

Renato Gaúcho segue no Rio de Janeiro e não tem prazo para se reapresentar ao Grêmio, que toca treinos com distanciamento mínimo de dois metros entre os atletas desde o início de maio. O treinador chegou a responder perguntas do clube em vídeo divulgado ontem (22) e afirmou estar com saudade do dia a dia em Porto Alegre.

O técnico ficou no Rio em medida preventiva. Renato passou por duas cirurgias no coração nos últimos anos e é considerado do grupo de risco para o novo coronavírus.

Em Porto Alegre, os trabalhos do elenco são comandados por Alexandre Mendes, auxiliar técnico, e Márcio Meira, preparador físico. A comissão técnica mantém contatos com Renato por telefone.

"[Sinto saudade] De trabalhar, estar junto com o grupo, fazer os trabalhos normais... É uma saudade muito grande. Estamos parados há 70, 80 dias, sem jogos. É difícil, é triste, mas é a gente não pode fazer nada. Somos profissionais e seguimos a risca o que o departamento médico nos passa. Sentimos falta de tudo que é normal no futebol. Agora tudo é anormal", disse Renato Portaluppi via assessoria de imprensa do Grêmio.

O Grêmio chegou a reservar quarto num hotel no bairro Moinhos de Vento para receber Renato Gaúcho. O treinador viu o local onde usa como moradia, desde setembro de 2016, fechar por conta da pandemia e ficou alguns dias sem endereço em Porto Alegre.

Diego Souza, que testou positivo para Covid-19 durante as férias, ficou no Rio de Janeiro por mais alguns dias e voltou a Porto Alegre na segunda-feira (18). O atacante deve retomar treinos no CT Presidente Luiz Carvalho na próxima semana.

Futebol