PUBLICIDADE
Topo

Grêmio divulga superávit de R$ 11,8 milhões nos primeiros meses do ano

Lucas Uebel/Grêmio
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

22/05/2020 11h49

O Grêmio divulgou o balanço financeiro dos meses de janeiro a março de 2020, chamado de balancete, e o relatório indica que o clube teve superávit de R$ 11,8 milhões no início da temporada. O apontamento pegou apenas parte da pandemia do novo coronavírus, mas é celebrado na Arena do Grêmio como bom fôlego para enfrentar a crise gerada pela doença.

A receita com venda de jogadores, no entanto, ficou abaixo do estimado.

O demonstrativo contábil foi publicado pelo Grêmio e indica que a receita bruta nos primeiros três meses da temporada foi de R$ 92,3 milhões. As despesas fecharam em R$ 70,1 milhões. Os números serão apreciados pelos conselheiros gremistas em reunião virtual, em 28 de maio.

A ressalva no balancete fica por conta da rubrica de venda de atletas. O Grêmio estimou arrecadação de R$ 50 milhões até março, mas realizou R$ 18,5 milhões. Foram R$ 14 milhões em janeiro, R$ 4,3 milhões em fevereiro e mais R$ 87 mil em março.

Com associados, o Grêmio registrou arrecadação líquida bem próxima do projetado: os sócios renderam R$ 19,3 milhões entre janeiro e março. No orçamento, o clube estimou receita com quadro social de R$ 21, 3 milhões.

O primeiro balancete da temporada não muda a preocupação do Grêmio com as contas para o restante de 2020. O clube abriu a quarentena estimando prejuízos de R$ 20 milhões e tem atualizado a conta a cada semana sem jogos e queda de receitas como cota de TV, sócios e royalties com produtos licenciados.

Futebol