PUBLICIDADE
Topo

Felipe Melo rebate declarações de Chiellini: 'Sempre que me via, se c*****'

Felipe Melo e Chiellini comemoram gol da Juventus contra o Lech Poznan pela Liga dos Campeões de 2010 - Valerio Pennicino/Getty Images
Felipe Melo e Chiellini comemoram gol da Juventus contra o Lech Poznan pela Liga dos Campeões de 2010 Imagem: Valerio Pennicino/Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/05/2020 23h54

Em entrevista ao SportSCenter, da ESPN Brasil, hoje, Felipe Melo rebateu as críticas que sofreu de Giorgio Chiellini, capitão da Juventus. O atleta do Palmeiras afirmou que Chiellini tinha medo dele e que foi pouco ético ao revelar histórias do vestiário.

O zagueiro italiano escreveu em sua autobiografia, "Io, Giorgio", que o ex-companheiro brasileiro era uma 'maçã podre' e que sempre havia briga com ele.

"É muito fácil falar em um livro, mas toda vez que ele me via, ele 'se c******'. Então, por que ele não veio e falou na minha cara? Acho muito pouco profissional, pouco ético falar qualquer situação do vestiário. Eu poderia contar várias histórias de vestiário e escrever livros. Mas ele foi pouco ético", declarou o zagueiro palmeirense.

Felipe Melo admitiu que, de fato, nunca respeitou Chiellini, mas argumentou que o momento não é propício para que o jogador italiano crie polêmicas com o intuito de vender seu livro.

"Eu sempre respeitei todos na Juventus, mas confesso que eu nunca o respeitei, porque acredito que é um sentimento de reciprocidade. Não acho que era o momento de ele criar essa polêmica para vender livro. Mas, acabou, que foi uma boa estratégia. O nome é forte. Deu uma repercussão enorme", completou.

UOL Esporte vê TV