PUBLICIDADE
Topo

Flamengo ainda deve ao Athletico-PR por Léo Pereira e negocia novos prazos

Léo Pereira foi contratado no início do ano pelo Flamengo - Marcelo Cortes/Flamengo
Léo Pereira foi contratado no início do ano pelo Flamengo Imagem: Marcelo Cortes/Flamengo

Leo Burlá e Thiago Fernandes

Do UOL, no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte

13/05/2020 04h00

A crise mundial causada pela pandemia do coronavírus atingiu as finanças do saudável Flamengo, que renegocia com o Athletico-PR as parcelas referentes aos direitos adquiridos do zagueiro Léo Pereira.

O Fla ainda não pagou a fatia que venceu em abril (cerca de R$ 3,5 milhões) e os clubes estão conversando para equacionar a questão. As partes estão "fazendo contas" e até o número de repasses está na pauta.

As negociações são primordialmente conduzidas pelo diretor Bruno Spindel, do Fla, e por Mario Celso Petraglia, presidente do Conselho Administrativo atleticano. Apesar da pendência, a busca é por uma decisão consensual que atenda cariocas e paranaenses.

Fato é que a pandemia vai alargar os prazos, mas não irá alterar valores. Segundo balanço financeiro divulgado pelo Flamengo, o defensor custou 5 milhões de euros (R$ 31,2 milhões), além das comissões a serem pagas aos intermediários.

O Athletico-PR mantém a calma e entende que o parceiro de negócio tem receitas suficientes para garantir o pagamento integral da transação, ainda que isso demore mais do que o que foi inicialmente estipulado.

O Flamengo, por sua vez, vê seu caixa comprometido e ainda tem de lidar com a inadimplência da Adidas, que não repassou aproximadamente R$ 8,8 milhões, além de ter contabilizado a saída do Azeite Royal, um dos patrocinadores do clube.

Uma de suas principais fontes, o programa de sócio-torcedor "Nação" já soma cerca de 25 mil adesões a menos desde o início da Covid-19. Sem bilheteria, o Rubro-Negro do Rio não conta com esse suporte financeiro que tem feito a diferença ao longo dos anos.

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do que informado anteriormente, Mario Celso Petraglia é presidente do Conselho Administrativo do Athletico e não do Deliberativo. O erro foi corrigido.

Flamengo