PUBLICIDADE
Topo

Luxemburgo monta base e mexe pouco em time do Palmeiras

Luxemburgo orienta Dudu durante duelo Tigre x Palmeiras, pela Libertadores - Juan Mabromata/AFP
Luxemburgo orienta Dudu durante duelo Tigre x Palmeiras, pela Libertadores Imagem: Juan Mabromata/AFP

Eder Traskini e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo e Santos (SP)

29/03/2020 04h00

Foram apenas 12 jogos oficiais na temporada 2020, mas o técnico Vanderlei Luxemburgo já dá sinais de ter montado a base da equipe titular para o restante da temporada. O Palmeiras é o clube grande que menos utilizou jogadores diferentes na temporada.

Até aqui, Luxemburgo mandou a campo somente 25 atletas distintos. O número representa quase a metade do líder na estatística, o Athletico-PR com 48. O Flamengo, por exemplo, já utilizou 41 jogadores. Lembrando, porém, que ambos fizeram muitas partidas no ano com suas equipes "B", compostas em sua maioria por atletas oriundos da base, que não devem disputar o Brasileirão. Os rivais estaduais, São Paulo, Corinthians e Santos, usaram 30, 28 e 27, respectivamente.

Em nove das 12 partidas do ano, a dupla de zaga foi formada por Felipe Melo e Gustavo Gómez. Na lateral, Marcos Rocha lidera o ano com oito partidas como titular, enquanto o recém-contratado Viña foi titular em seis — tirando a vaga de Victor Luís que teve sequência de cinco jogos como titular antes de o uruguaio chegar.

No ataque, Dudu, Willian e Luiz Adriano são os habituais titulares e jogaram juntos desde o início em metade dos jogos do ano. Rony também vem sendo titular desde que chegou ao clube, somando quatro partidas consecutivas — três delas junto com o trio que mais atuou no ataque no ano.

Já no meio, Bruno Henrique dominou a posição desde quando retornou de lesão. A outra vaga no setor pertence neste momento a Ramires, volante que soma oito jogos como titular no ano, mas o meio-campo é o que conta com mais atletas utilizados: oito ao longo da temporada.

Palmeiras