PUBLICIDADE
Topo

Zé Roberto: 'Nem todos estavam focados para vencer a Copa em 2006'

Zé Roberto, no CT do Palmeiras - Marcio Komesu/UOL
Zé Roberto, no CT do Palmeiras Imagem: Marcio Komesu/UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/03/2020 20h01

O ex-jogador Zé Roberto avaliou a participação do Brasil na Copa do Mundo de 2006 e afirmou que, apesar de aquele time ser uma das maiores reuniões de craques da história da seleção brasileira, nem todos os atletas estavam focados na vitória. Para ele, este fator foi fundamental para a eliminação nas quartas de final diante da França.

"Pra mim, a seleção de 2006 foi uma das melhores que eu vi jogar. Não porque eu joguei naquele time ou fiz parte daquele grupo. Foram poucas vezes que a gente conseguiu colocar dentro da mesma seleção tantos craques. Tinha Adriano, Ronaldo, Kaká, Ronaldinho, os dois melhores laterais do mundo: Roberto Carlos e Cafú. [...] Infelizmente, no time nem todos estavam com o mesmo objetivo, disponibilidade e foco. Se estivessem, seria possível sermos campeões, pois tínhamos os melhores jogadores e o melhor time", declarou em entrevista ao Expediente Futebol, do Fox Sports, hoje (19).

Além de falar sobre a Copa do Mundo de 2006, Zé Roberto falou sobre outra experiência negativa, desta vez no Mundial de 1998, disputado na França. Para o ex-jogador, a convulsão de Ronaldo às vésperas da final ajuda a explicar o mau desempenho do Brasil na grande final contra os donos da casa - a seleção brasileira foi derrotada por 3 a 0.

"Em 1998, acho que teve muito a ver com o que aconteceu na concentração com o Ronaldo. Foi um choque para os jogadores e muito próximo do jogo, que era a final. [...] Eu acho que o time sentiu muito o fato de o Ronaldo sair da concentração e ir para o médico, hospital e volta perto do horário do jogo. O Edmundo já estava escalado e o Ronaldo chega no vestiário pedindo para jogar, sendo que duas horas antes ele estava tendo uma convulsão. Todo mundo estava preocupado com a saúde dele. Dentro do jogo, o Brasil não se encontrou. Foi um time apático e não encontrou o melhor futebol muito em razão desse acontecimento", completou.

UOL Esporte vê TV