PUBLICIDADE
Topo

Inter contrata promessas sul-americanas e aposta em estrangeiros na base

Andrés Amaya é meia-atacante e foi contratado pelo Internacional por empréstimo - Divulgação/Atlético Huila
Andrés Amaya é meia-atacante e foi contratado pelo Internacional por empréstimo Imagem: Divulgação/Atlético Huila

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

28/02/2020 04h00

As portas das categorias de base do Inter estão abertas para jogadores estrangeiros. Nos últimos dias, o Colorado fechou com três promessas sul-americanas e aposta na prospecção de talentos para servir ao time principal e dar retorno financeiro ao clube.

Andrés Amaya, 18 anos, Maximiliano Zalazar, também 18, e Tomás Luján, 20 anos, chegam por empréstimos com cláusulas de compra ao fim dos períodos.

O tiro atuará nas equipes de base do Colorado, mas com atenção do técnico Eduardo Coudet, que costuma aproveitar vários jovens para jogos e treinamentos.

Andrés Amaya, 18 anos, meia-atacante, colombiano

Com 18 anos, Andrés Amaya chega do Atlético Huila referendado por uma grande expectativa. Em 2018, seu nome esteve na lista das 60 principais promessas nascidas em 2001 feita pelo jornal britânico 'The Guardian'. Na mesma relação estavam nomes como Rodrygo (ex-Santos e atualmente no Real Madrid), Takefusa Kubo (emprestado pelo Real ao Mallorca), Mason Greenwood (Manchester United) e Lucas Cândido (ex-Palmeiras e atualmente no RB Leipzig).

Mesmo com pouca idade, ele já atua no principal do clube colombiano há algum tempo. Neste ano, marcou três gols em 21 jogos. Além disso, disputou o Mundial sub-20 do ano passado, na Polônia, e certamente deve estar convocado para o Sul-Americano da categoria no ano que vem.

Maximiliano Zalazar, 18 anos, atacante, argentino

Maximiliano Zalazar é atacante de lado de campo e chamou atenção do Inter atuando pela base do Boca Juniors. Ao contrário dos outros gringos contratados para base vermelha, ele chega por um período maior de empréstimo: dois anos.

O interesse do Colorado nele é antigo e por pouco uma negociação não se concretizou em 2019. Além da base do Boca, ele já defendeu a seleção sub-20 da Argentina.

Tomás Luján, 20 anos, Platense, centroavante, argentino

Mais velho da turma, Tomás Luján atua regularmente pelo time principal do Platense. Também argentino, ele tem 23 minutos em campo, divididos em duas partidas, na segunda divisão do Campeonato Argentino deste ano.

Diferente de Zalazar, Luján é centroavante e sua primeira chance no time principal do Platense ocorreu na temporada passada.

Internacional