PUBLICIDADE
Topo

Do repouso em Paraty ao novo drama fora dos campos: a lesão de Talles Magno

Talles Magno fraturou quinto metatarso do pé esquerdo em piscina natural - Thiago Ribeiro/AGIF
Talles Magno fraturou quinto metatarso do pé esquerdo em piscina natural Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Alexandre Araújo e Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

27/02/2020 04h00

A viagem para a histórica cidade de Paraty foi planejada em busca de descanso nos dois dias de folga dados pelo Vasco no Carnaval. Porém, a revitalizada que Talles Magno buscou no litoral sul do Rio de Janeiro acabou se transformando em um novo drama de lesão, desta vez com previsão de recuperação de três meses.

Hospedado em uma pousada de luxo (veja na foto abaixo), o jovem esteve na companhia de seu irmão — o também atacante Kaio Magno — e de alguns outros familiares. O acidente aconteceu enquanto ele se refrescava em uma piscina natural anexa a uma cachoeira. Talles pisou em falso, o que gerou uma entorse no pé esquerdo.

Ao retornar à capital carioca, os exames no Vasco constataram uma fratura no quinto metatarso (osso que serve de base para o dedinho). A contusão é a mesma que Neymar sofreu em 2018 e que chegou a colocar em dúvida a participação do jogador na Copa do Mundo da Rússia.

Colocação de pino

Assim como o craque do PSG (FRA), Talles Magno também precisou colocar um pino na região da lesão em cirurgia realizada ontem (26), em uma clínica particular na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio). Segundo os médicos do Vasco que o operaram, o procedimento foi feito com sucesso. Ele receberá alta hoje (27).

O jovem ficou na companhia de familiares no hospital e, segundo pessoas que o visitaram, ele estava "chateado, mas tranquilo".

O atacante cruz-maltino precisará ficar as três primeiras semanas sem colocar o pé esquerdo no chão e iniciará o tratamento de fisioterapia. A bota ortopédica será sua companheira nos primeiros meses.

Lesão na coxa o tirou da reta final do Brasileiro

Em outubro do ano passado, o Vasco aceitou ceder Talles Magno para a disputa do Mundial sub-17 com a seleção brasileira com o intuito de colocá-lo na vitrine de uma possível venda para o exterior. O atacante, porém, sofreu um estiramento na coxa direita nas quartas de final da competição — no início de novembro — e ficou de fora dos gramados até o final da temporada, frustrando os planos financeiros e técnicos do clube, que ainda sonhava em galgar algo maior no Campeonato Brasileiro.

Neymar ficou três meses fora e voltou a sentir

Quando Neymar sofreu a lesão praticamente idêntica a Talles Magno em 2018, os médicos davam uma previsão inicial de retorno em dois meses. O atacante, porém, ficou fora dos gramados pouco mais de um mês além do previsto, num total de exatos 94 dias.

Quase um ano depois, o craque do PSG voltou a sentir a contusão em uma partida contra o Strasbourg (FRA) e ficou mais dez semanas afastado.

Vasco