PUBLICIDADE
Topo

Corinthians só discute 'luvas' para anunciar Ederson por cinco anos

Ederson marcando gol da vitória do Cruzeiro contra o Corinthians em 2019; volante driblou Walter - Daniel Vorley/AGIF
Ederson marcando gol da vitória do Cruzeiro contra o Corinthians em 2019; volante driblou Walter Imagem: Daniel Vorley/AGIF

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

20/02/2020 04h00

O Corinthians está perto de anunciar o volante Ederson, ex-Cruzeiro, como novo reforço para a sequência da temporada. O atleta chegou a São Paulo, mas ainda não realizou exames médicos e assinou contrato por conta de uma divergência em relação aos valores de 'luvas', segundo apurou o UOL Esporte.

A diretoria corintiana espera definir o valor da premiação por assinatura contratual ainda hoje (20) para anunciar Ederson como o sexto reforço do clube paulista no mercado da bola de 2020. Antes do ex-volante do Cruzeiro, o Alvinegro fechou com Luan, Sidcley, Cantillo, Davó e Yony González.

A cúpula alvinegra acredita que o valor das 'luvas' não deve ser empecilho para que Ederson seja contratado. Isso porque o valor de salário já está acertado entre o clube paulista e o estafe do jogador. O UOL Esporte já havia revelado que o Corinthians esperava pagar, no máximo, R$ 400 mil mensais pelo atleta, somando salário e premiação.

A reportagem apurou que o Corinthians ficará com 70% dos direitos econômicos de Ederson. Os 30% restantes ficarão com o próprio jogador. O contrato será assinado por cinco temporadas.

Vale ressaltar que Ederson estava livre no mercado após rescindir contrato com o Cruzeiro na semana passada. No início deste ano, o volante entrou com uma ação contra o clube mineiro na Justiça. Ele cobrava salários atrasados, além de outras pendências como direito de imagem, 13º, férias e FGTS. Para ficar livre, o atleta topou tirar a ação contra o clube em troca da liberação do contrato.

Apesar da pouca idade, Éderson foi um dos destaques do Cruzeiro na péssima campanha do Brasileirão passado, ganhando espaço no meio-campo após as saídas de Lucas Silva e Romero, além de desbancar jogadores tarimbados como Ariel Cabral e Jadson. Com 22 partidas e dois gols marcados, ele virou uma das peças centrais do meio-campo ao lado de Henrique.

Ederson surgiu como "oportunidade de mercado" e agradou bastante ao técnico Tiago Nunes por conta de suas características. O ex-volante do Cruzeiro tem como principal virtude o passe vertical, além de pisar na área adversária.

Aliás, Ederson marcou gol na Arena Corinthians em 2019, com direito a drible no goleiro Walter, na vitória do Cruzeiro por 2 a 1, pelo Campeonato Brasileiro.

Futebol