PUBLICIDADE
Topo

Copa do Nordeste - 2020


Presidente chama time de ridículo e demite diretor de futebol ao vivo

Rafael Tenório, presidente executivo do CSA - Divulgação/CSA
Rafael Tenório, presidente executivo do CSA Imagem: Divulgação/CSA

Bruno Fernandes

Colaboração para o UOL, em Maceió

17/02/2020 09h53Atualizada em 17/02/2020 15h24

Classificação e Jogos

Presidente executivo do CSA, o empresário Rafael Tenório detonou a equipe após a derrota para o Botafogo da Paraíba e a quase eliminação da Copa do Nordeste, ontem (16), no estádio Rei Pelé, em Maceió. Visivelmente irritado, o cartola chamou o time de ridículo e demitiu o diretor de futebol Fabiano Melo ao vivo durante entrevista coletiva concedida à imprensa ainda na beira do campo.

Fabiano vinha sendo criticado pela torcida desde o início da temporada. Ele não resistiu à derrota por 1 a 0 para o Botafogo, em casa. O resultado deixou o CSA na lanterna do grupo B, com apenas um ponto conquistado em quatro partidas.

"Pelo seu critério, pelo seu profissionalismo, estamos afastando do cargo o diretor Fabiano Melo, e no vestiário vou dispensar mais uns cinco ou seis jogadores. A equipe não está bem, eliminada da Copa do Brasil, da Copa do Nordeste. Só falta agora ser eliminada do Campeonato Alagoano para completar o desastre todo", disse o presidente, ao fim do jogo.

"Eu estou extremamente decepcionado. Eu não sou um homem derrotado, eu sou um homem vitorioso, e infelizmente montamos uma equipe de pessoas derrotadas. Aqui ninguém vai estar jogando confete nem mentindo para nossa torcida, o time é ridículo. De 12 pontos disputados na Copa do Nordeste, um ponto conseguido. Eliminado da Copa do Brasil. Eu tenho que responder o que da minha torcida? Pedir desculpa pela porcaria que foi feita", acrescentou.

Apesar de não revelar os nomes dos jogadores que serão dispensados, Tenório mostrou insatisfação com "medalhões", como ele mesmo definiu os jogadores contratados com altos salários e que, segundo ele, não estão rendendo o esperado.

A demissão aconteceria logo após o jogo, quando o presidente se preparava para entrar no vestiário. Porém, ao descer os primeiros degraus, o mesmo foi orientado por funcionários próximos a não fazer aquilo naquele momento.

"Estou muito decepcionado, não vou jogar flores nem confete para ninguém. Você contrata Renatinho, Norberto, Hiago, Geovani, Pimpão, renovamos com Castan e Alan Costa, todos a peso de ouro, e a equipe não responde. Precisamos trocar", declarou o cartola, à beira do campo, enquanto era vaiado por alguns torcedores e aplaudido por outros.

"Medalhões que vieram a peso de ouro e que não justificaram as suas contratações", completou.

Tenório disse que o mundo do futebol é "nojento" e que por isso deixará o comando executivo do clube.

"Eu tenho a minha consciência tranquila e vou me preparar para ir embora, por que esse aqui não é meu mundo, não. Esse aqui é um mundo nojento, onde você contrata determinados profissionais, eles sentam em cima do contrato, e olha aí o que aconteceu", disparou.

Luciano Castán, do CSA, disputa jogada durante partida contra o Botafogo-PB - Bruno Fernandes/Jornal Extra de Alagoas
Luciano Castán, do CSA, disputa jogada durante partida contra o Botafogo-PB
Imagem: Bruno Fernandes/Jornal Extra de Alagoas

Da Série A a uma campanha desastrosa

Assim como em 2019, o CSA também foi eliminado da Copa do Brasil logo na primeira fase ao perder para o Vitória, do Espírito Santo. Na Copa do Nordeste, o time conquistou apenas 1 ponto em 12 disputados. Estreou com derrota para o Sport em casa por 1 a 0 e perdeu por 3 a 1 para o River do Piauí no Albertão.

No primeiro clássico contra o CRB do ano, pelo Nordestão, no Rei Pelé, o jogo terminou 1 a 1. Na semana passada, o clube anunciou troca de técnico. Saiu Maurício Barbiere e entrou Eduardo Batista, que já treinou Sport, Palmeiras e Fluminense.

Por enquanto, a troca de treinador ainda não surtiu efeito. Na noite de ontem, sob gritos de "time sem vergonha", o clube foi derrotado por 1 a 0 com gol aos 48 minutos do segundo tempo.

O resultado despertou a fúria de Tenório. Muito irritado, o presidente citou ainda a diferença salarial entre o CSA e o Botafogo-PB

"A folha do Botafogo-PB, que nos venceu hoje, representa um quarto da nossa. Então, a gente tem que ser sincero. Eu fui no vestiário no final do primeiro tempo e falei para os jogadores: 'Nós estamos tranquilos. Agora só falta ser eliminado do Campeonato Alagoano para completar o desastre todo'", declarou.

Clube diz que presidente agiu como torcedor

Com a repercussão das declarações de Tenório, o CSA emitiu uma nota oficial sobre o ocorrido. O clube diz que o presidente agiu como torcedor e afirma que Fabiano Melo mantém o cargo. No entanto, o comunicado admite a busca por outro profissional para a diretoria de futebol.

"O Centro Sportivo Alagoano - CSA, diante dos acontecimentos ocorridos na tarde/noite de ontem, vem a público esclarecer que o presidente Rafael Tenório externou sua posição pessoal de torcedor, gerando um clima que não condiz com a realidade do clube, que apesar de alguns insucessos na Copa do Brasil e do Nordeste segue confiante no Campeonato Alagoano, sabendo que seu objetivo principal é a preparação para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B, quando buscaremos o retorno à Série A", diz a nota.

"Reafirmamos a posição do superintendente de futebol, diretor eleito, Fabiano Melo, a quem agradecemos por todo trabalho e dedicação durante todo período que esteve no comando do futebol. O CSA está em busca de um novo nome para assumir o cargo de executivo do futebol, sem desprezar as funções institucionais de todos os dirigentes eleitos, mas seguindo firme na profissionalização de suas estruturas. À comissão técnica e aos atletas, nossa confiança e a certeza de que juntos alcançaremos novas conquistas, pela grandeza da nossa instituição", conclui o comunicado.

Band: Náutico leva a melhor sobre o Sport pela Copa do Nordeste

Band Esportes
Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do que foi informado, o CSA ainda possui chances de classificação na Copa do Nordeste, e não foi eliminado oficialmente do campeonato. O erro foi corrigido.