PUBLICIDADE
Topo

Grupo de presidente do CSA patrocina outros dois clubes do Alagoano

Rafael Tenório em coletiva depois do acesso do CSA à Série A em 2018 - Bruno Fernandes/Jornal Extra Alagoas
Rafael Tenório em coletiva depois do acesso do CSA à Série A em 2018 Imagem: Bruno Fernandes/Jornal Extra Alagoas

Bruno Fernandes

Colaboração para o UOL, em Maceió

30/01/2020 04h00

Presidente do CSA, Rafael Tenório tem ligação com outros dois clubes que disputam o Campeonato Alagoano deste ano. O grupo empresarial do cartola patrocina o Jaciobá e o Murici, adversários da equipe que ele dirige na elite do estadual.

O assunto chamou atenção de torcedores na noite dessa segunda-feira (27), quando uma imagem criada pelo Jaciobá e divulgada pela assessoria de comunicação do clube mostrou o Grupo Rafael Tenório, nome do conglomerado de empresas de distribuição de alimentos do dirigente, entre os patrocinadores. O propósito, segundo o presidente do CSA, é ajudar equipes que têm dificuldades financeiras na temporada.

"Fomos procurados pelas equipes e como apoiamos o futebol alagoano resolvemos patrocinar o Jaciobá e o Murici", disse Rafael, ao UOL Esporte.

O empresário patrocinou o CSA na campanha que rendeu o acesso à elite do futebol brasileiro em 2018. Ele afirma que mais parcerias com clubes estão nos planos.

"Estamos conversando com o pessoal do CEO, lá de Olho d'Água das Flores, e em breve podemos ter alguma outra novidade sobre o negócio", afirmou Rafael, sem revelar os valores das negociações.

A prática é apoiada pela Federação Alagoana de Futebol (FAF), que considera que o patrocínio não atrapalha os interesses dos clubes na competição.

"Não vemos problema nisso. Ele está apenas distinguindo ele quanto empresário e ele presidente do clube, pois deve valer a pena para ele quanto homem de negócio expor as empresas dele", declarou o presidente da Federação, Felipe Feijó.

"Ele está ajudando. Infelizmente os clubes precisam cobrar barato para colocar um patrocínio na camisa", completou.

Rafael continua patrocinando o CSA, mas de forma mais discreta. Antes do acesso para a elite nacional, o nome do grupo era apresentado com destaque na parte de trás dos uniformes dos jogadores. Neste ano, despareceu.

Em contato com a reportagem, a CBF informou que o patrocínio é assegurado pelo Art. 217 da Constituição Federal, presente na Lei Pelé de março de 1998, que trata dos recursos necessários ao fomento das práticas desportivas formais e não-formais e que não existe impedimento.

O Art. 56 da Lei Pelé afirma que os valores podem ser oriundos dos "orçamentos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, além dos provenientes de: receitas oriundas de exploração de loteria doações, patrocínios e legados".

Rafael Tenório é primeiro suplente do Senador Renan Calheiros (MDB), reeleito nos pleitos de 2018. Dados do Tribunal Superior Eleitoral divulgados naquele ano mostravam que o presidente do CSA tinha patrimônio de pouco mais de R$ 71 milhões. Considerado o empresário mais rico de Alagoas, ele é dono de 59 apartamentos, dez terrenos, nove casas e distribuidoras de alimentos.

Band Sports: Argel Fucks explica saída do CSA e ida para o Ceará

Band Sports

CSA