PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras x Corinthians: Dérbi feminino da nova era tem reforço e TV aberta

Priscila Pedroso/S.E.P Palmeiras
Imagem: Priscila Pedroso/S.E.P Palmeiras

Letícia Lázaro

Do UOL, em São Paulo (SP)

09/02/2020 04h00

O fim de semana marca a estreia da nova temporada do Campeonato Brasileiro Feminino A1. Neste domingo, logo na primeira rodada, já teremos um dos principais clássicos do país sendo realizado: o Palmeiras recebe o Corinthians, a partir das 14h (de Brasília), em Vinhedo, interior de São Paulo - no Estádio Nelo Bracalente, casa da equipe feminina do alviverde. Com transmissão ao vivo da Band, será o primeiro derby paulista feminino da história em competições nacionais e já com o alcance da televisão aberta para todo o país.

A tendência é que o nível técnico do Brasileirão Feminino seja maior este ano. Com novas equipes aparecendo, se reforçando e com times "de camisa" no futebol masculino entrando no cenário feminino, o ano promete ser de crescimento para a modalidade. O Palmeiras, por exemplo, estreia na elite ao lado de São Paulo, Cruzeiro e Grêmio. Os quatro grandes clubes foram promovidos à Série A-1 para 2020.

A Band, que adquiriu os direitos do Brasileiro Feminino no ano passado, segue como a emissora responsável pela transmissão do campeonato. Nada melhor do que começar o ano com um grande clássico.

"A expectativa desse Brasileirão é enorme. A competitividade aumentou muito e ter um Derby logo na primeira transmissão é grandioso e justo para a modalidade", disse Alline Calandrini, comentarista de futebol feminino da Bandeirantes, em conversa com o UOL Esporte.

Calandrini é ex-jogadora da seleção brasileira e estará na transmissão de logo mais. "Sem dúvida será o melhor Brasileirão da história", aposta a ex-defensora.

As atrações da TV neste domingo são duas das que mais fizeram contratações de peso para o ano do futebol feminino brasileiro. Vindo da série A2, o Palmeiras investiu e trouxe bons nomes para montar a equipe que é comandada por Ricardo Belli.

Além de adquirir jogadoras consagradas como Rosana e já ter encaminhado a contratação da jogadora da seleção brasileira Bia Zaneratto, o Verdão também trouxe atletas jovens em ascensão no cenário doméstico. É o caso das meias Angelina e Ary, que vieram do Santos e do São Paulo, respectivamente.

Bruno Teixeira/Corinthians
Imagem: Bruno Teixeira/Corinthians

Já o Corinthians tem sido a principal equipe da modalidade no Brasil nos últimos anos. Atual campeão da Libertadores, chegou à final do Brasileiro nas últimas duas temporadas, ganhando uma e ficando com o vice em 2019. Andressinha, também atleta da seleção, foi a principal contratação do Timão no ano.

Outro grande trunfo foi ter conseguido manter quase toda a base campeã da América, além de renovar com o treinador Arthur Elias, presente em todas as conquistas do time recentemente.

Domínio corintiano no confronto

Segundo levantamento da jornalista Renata Mendonça, do blog Dibradoras, outros seis dérbis foram disputados em âmbito estadual. Pelo Paulista, o Corinthians venceu cinco jogos, contra um triunfo das palmeirenses - são 24 gols das alvinegras contra nove das alviverdes.

A nova era do confronto no feminino também seguirá a determinação do MP de São Paulo de que as partidas entre os quatro grandes sejam realizadas com torcida única. Sendo assim, somente palmeirenses poderão acompanhar o derby do estádio. Os 2.300 ingressos disponibilizados para os torcedores já estão esgotados.

Futebol feminino