PUBLICIDADE
Topo

Com vendas de Artur e Carlos Eduardo, Palmeiras lucra R$ 44 mi em dezembro

Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

01/02/2020 14h03

Resumo da notícia

  • O Palmeiras teve superávit de R$ 44 milhões em dezembro de 2019.
  • O balancete que registra o lucro foi aprovado ontem (31) pelo Comitê de Orientação Fiscal (COF).
  • O número expressivo deve-se às negociações de Artur, com o Red Bull Bragantino, e Carlos Eduardo, com o Athletico.
  • Somente Artur, por exemplo, rendeu R$ 27 milhões aos cofres palmeirenses.
  • O superávit de R$ 44 milhões serviu para o Palmeiras terminar o ano no azul.

O Comitê de Orientação Fiscal (COF) do Palmeiras aprovou na noite de ontem (31) o balanço de dezembro de 2019. No último mês do ano passado, o clube alviverde registrou um superávit de R$ 44 milhões, turbinado pela venda de dois jogadores.

Graças às negociações de Artur, com o Red Bull Bragantino, e Carlos Eduardo, com o Athletico, a diretoria conseguiu terminar o ano no azul. No total, o time registrou uma receita de R$ 110 milhões só com vendas de jogadores na última temporada.

Embora as negociações de Artur e Carlos Eduardo tenham sido anunciadas em janeiro, acabaram finalizadas pelo Palmeiras e registradas no mês de dezembro do balancete. O clube aguardava os exames médicos do início deste ano para confirmar os negócios.

Artur trocou o Palmeiras pelo Red Bull Bragantino, justamente o adversário alviverde de amanhã (02), por R$ 27 milhões. Já Carlos Eduardo se mudou para Curitiba depois de o Athletico pagar aproximadamente R$ 5 milhões por 20% dos direitos econômicos.

O superávit de dezembro serviu para o clube terminar o ano no azul. Os R$ 44 milhões deixaram o clube com R$ 2 mi de lucro, contrariando a expectativa da diretoria. Em 2019, o Palmeiras passou sem títulos e sem premiações esportivas, o que reduz automaticamente as receitas.

Diante deste cenário, o clube mudou a postura em 2020. Ao invés de assumir uma postura de protagonista no mercado da bola, o Palmeiras procurou reduzir a folha salarial e lucrar com vendas, como Artur e Carlos Eduardo. Somente nesta semana, com Matías Viña, a diretoria anunciou o primeiro reforço para o elenco de Vanderlei Luxemburgo.

Palmeiras