PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Tchê Tchê revela conversa com Diniz sobre jogar recuado, mas quer gols

Tchê Tchê, durante partida entre São Paulo e Água Santa - Marcello Zambrana/AGIF
Tchê Tchê, durante partida entre São Paulo e Água Santa Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Do UOL, em São Paulo

23/01/2020 16h10

O volante Tchê Tchê revelou que conversou com o técnico do São Paulo, Fernando Diniz, no início da temporada para saber em qual posição jogaria em 2020. Na vitória de ontem contra o Água Santa, o jogador atuou mais recuado, como primeiro volante à frente da defesa, com Hernanes e Daniel Alves um pouco mais avançados.

"(O meio-campo) Não tem um jogador de tanta marcação. Eu sou o que fico mais. No início do ano, tive uma conversa bem sincera com o Diniz, porque no final do ano terminei nesta função. Eu perguntei se ele me enxergava assim como primeiro volante, e ele disse que sim. Sei dos meus pontos positivos e negativos e estou procurando me adaptar mais, tentar proteger a nossa zaga. O Daniel Alves e o Hernanes ajudam muito, porque são muito técnicos. A gente procura ter bastante passe curto e espero que continue dando certo para entrosar mais e conseguir grandes resultados", disse em entrevista ao SporTV.

Apesar de concordar em jogar recuado, Tchê Tchê também contou que falou para Diniz sobre sua vontade de balançar as redes.

"Falei para ele (Diniz) que preciso fazer gol também, mas entendo, não tem problema nenhum exercer outras funções. Não é algo novo, atuei assim no Dínamo em alguns jogos. Vou procurar dar o meu máximo", acrescentou.

O São Paulo estreou bem na temporada com vitória na primeira rodada do Campeonato Paulista. Para o volante, o time já está entrosado mesmo com poucos dias de trabalho em 2020.

"A gente estava preparado para fazer o que fizemos ontem. Treinamos forte por 14 dias. Parecia que a gente tinha voltado a treinar há dois meses de tanto ver a cara um do outro, estamos até de saco cheio (risos). Nos preparamos bastante, independentemente do adversário, para fazer e executar. Conseguimos isso durante boa parte", afirmou.

São Paulo