PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Júnior aprova F. Melo na zaga, mas se preocupa com faltas: "Se policiar"

Felipe Melo, zagueiro do Palmeiras - Marcello Zambrana/AGIF
Felipe Melo, zagueiro do Palmeiras Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/01/2020 15h24

Confirmado como zagueiro por Vanderlei Luxemburgo para o jogo desta noite, às 22h30, contra o Atlético Nacional pela Florida Cup (EUA), Felipe Melo, para Maestro Júnior, 'tem tudo para dar certo' na nova função. Presente no Seleção SporTV de hoje, o comentarista destacou a qualidade do camisa 30 do Palmeiras tanto na saída de bola quanto nos passes.

No entanto, no que diz respeito às faltas cometidas por Felipe, o comentarista afirmou que o jogador de 36 anos precisará 'se policiar' na nova função.

"Ele (Luxemburgo) vai ter um cara que tem uma técnica na saída de bola... Ele vai ganhar, porque nenhum zagueiro do Palmeiras tem a qualidade do passe do Felipe Melo, além do posicionamento. A única coisa que preocupa são as faltas, porque o Felipe é um cara que vai com aquele entusiasmo muito grande. Talvez, naquela zona ali, ele vai precisar se policiar para evitar fazer falta. Mas, eu acho que ele tem tudo para dar certo como zagueiro", analisou Júnior.

Já Petkovic, de volta ao SporTV após fraturar duas costelas durante amistoso, disse que, se fosse Luxemburgo, chamaria o ex-zagueiro paraguaio Gamarra, que teve carreira marcada pelo baixo número de faltas, para 'cuidar' de Melo.

"Se eu estou no lugar do 'Profexô', eu chamaria o Gamarra para me ajudar. 'Pô, Gamarra, fica aqui do meu lado e só cuida do Felipe Melo', porque, se ele pudesse ter essa calma... Técnica, tem. Impulso, mesmo com a idade, ainda tem. É muito bom na bola parada, sabe jogar, tem combate, tem leitura e ainda saída e passe longo", brincou o sérvio.

Também no programa, Roger Flores foi mais um a opinar acerca do novo posicionamento do alviverde. Afirmando que a mudança pode alongar a carreira de F. Melo, o comentarista acredita na rápida adaptação do camisa 30 à zaga.

"Se ele receber esse novo posicionamento de peito aberto, pode até estender a carreira dele. É um posicionamento que exige menos da parte física, da dinâmica de jogo, e muito mais de leitura, posicionamento, entender o adversário que vai marcar. Difícil vai ser para uma cobertura de lateral, aí sai da zona de conforto para ir para uma mais aberta, mas é muito inteligente o Felipe. Acho que ele vai se adaptar rápido", falou.

"A primeira ideia do Vanderlei quando posiciona o Felipe de central é a saída de bola. E, realmente, você ganha quando consegue quebrar a linha de marcação do adversário, colocar essa bola para os seus companheiros numa condição melhor, e o Felipe é esse cara", completou Júnior.

UOL Esporte vê TV