PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

São Paulo fecha ano com déficit de R$ 180 mi caso não venda jogadores

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

19/12/2019 21h21

O São Paulo precisa trabalhar no mercado da bola para tentar reduzir o rombo em seu caixa. Na reunião do Conselho Deliberativa realizada hoje (19), no Morumbi, foi apresentado a previsão de fechar o ano com o déficit de R$ 180 milhões caso o clube não negocie um de seus atletas do time profissional até o fim da próxima semana.

A principal expectativa do clube é negociar Antony. O atacante despertou o interesse de clubes da Europa e pode acertar a sua transferência nesta janela. O RB Leipzig, por exemplo, está disposto a pagar cerca de 18 milhões de euros (R$ 83,7 milhões). Já o Borussia Dortmund enviou representantes para acompanhar a partida entre o Tricolor paulista e o Vasco, quando o garoto fez um gol.

Antony tem vínculo com o Tricolor paulista até 30 de junho de 2024. Porém, ainda não foi feita uma proposta formal. Na última janela de transferência, ele já havia recebido ofertas de clubes europeus. Na época, ele teve uma oferta do Manchester City, que tinha uma parceria com o Sporting — o jogador poderia atuar por um ano em Portugal antes de ir para a Inglaterra. A oferta era de 20 milhões de euros, com bônus de 5 milhões de euros por metas.

Em agosto deste ano, segundo relatório da diretoria, o São Paulo já apresentava déficit orçamentário de R$ 77 milhões na temporada. Por trás dos números há uma queda em receitas do clube, em comparação com as expectativas traçadas no orçamento. Em grande parte, causadas pelas eliminações precoces na Copa Libertadores e na Copa do Brasil.

Outro motivo que fez com que o déficit deste ano aumentasse foi o acordo judicial com Ricardinho. O clube deve pagar R$ 30 milhões às empresas RES Empreendimentos e Participações e Time Traveller Turismo. O valor é de uma dívida pela contratação do meia Ricardinho do rival Corinthians em 2002, e será diluído ao longo dos próximos anos.

São Paulo