PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Apresentado no Inter, Eduardo Coudet promete um time "com muito coração"

Eduardo Coudet assume o comando técnico do Internacional para os próximos dois anos - Marinho Saldanha/UOL
Eduardo Coudet assume o comando técnico do Internacional para os próximos dois anos Imagem: Marinho Saldanha/UOL

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

19/12/2019 12h24

Eduardo Coudet foi apresentado pelo Inter. O técnico que chegou a Porto Alegre ontem concedeu sua primeira entrevista coletiva no clube pelo qual assinou até o fim de 2021. E o comandante disse que escolheu o time gaúcho pela paixão.

"Vamos começar a dar forma ao time, é o que pretendemos, ter um time competitivo. Um time que seja protagonista. Sempre digo o mesmo: Não podemos assegurar resultado, mas muito trabalho e ser competitivo sempre. É o que temos que preparar. O Inter é uma totalidade. A torcida merece um time competitivo, que os identifique em campo. Escolhi o Inter por ser um time passional, eu gosto de times passionais, todos que dirigi foram assim. Eu digo que gosto dessa loucura linda da torcida, que vive, defende e está constantemente pensando nas cores desta camisa. É um desafio lindo e vou fazer todo possível para armar à altura do que significa um time e sua história", disse Coudet.

"A paixão que se vive aqui, que a torcida transmite, é algo que vai nos ajudar. É algo que temos que retribuir dentro de campo. A torcida do Inter seja consciente que precisaremos muito deles, que serão protagonistas para que o time mostre o que querem ver. Não tenham dúvida que seremos um time que vai demonstrar em todos os sentidos o que é a história do Inter, a torcida, um time que jogue bem o futebol, sempre igual, mas se jogue com coração", completou.

Junto a ele chegam o auxiliar Ariel Broggi, os preparadores físicos Octavio Manera e Guido Cretari e o analista de desempenho Carlos Fernández.

"Eu gosto de estudar os times, jogadores. Gosto de ver. Eu penso que o Inter tem um plantel muito bom, por isso eu disse que temos que pensar nas definições que temos, quais jogadores vamos precisar, as necessidades que teremos. Mas o importante é um time que a torcida se sinta identificada, que transmita do campo para torcida. Que seja protagonista, um time com muito coração, que dispute da primeira à última bola como se fosse a primeira", comentou.

O quarteto terá compromissos importantes logo no início da temporada. O Colorado começa sua trajetória na fase preliminar da Libertadores em fevereiro contra um representante do Chile ainda a ser definido.

"Há essa realidade do tempo, mas temos que nos adaptar o mais rápido possível, fazer uma preparação dinâmica e tratar de passar uma ideia, uma forma, o mais rápido possível. E os jogadores poderão entender no menor tempo possível pelos prazos. Mas me parece que estamos bem, estamos aptos para chegar bem ao início", explicou.

A partir da chegada de Coudet, reforços devem ser anunciados pelo Colorado. Damián Musto, do Huesca, da Espanha, e Rodinei, do Flamengo, estão encaminhados.

Internacional