PUBLICIDADE
Topo

Jorge Jesus é cotado para assumir Real Madrid em 2020, diz jornal português

Publicação diz que técnico português está na lista de candidatos a suceder Zinedine Zidane - Wagner Meier/Getty Images
Publicação diz que técnico português está na lista de candidatos a suceder Zinedine Zidane Imagem: Wagner Meier/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

09/12/2019 17h50

Resumo da notícia

  • Jornal Correio da Manhã afirma que Jorge Jesus está na lista de candidatos a suceder Zinedine Zidane no Real Madrid
  • Apesar da informação, nenhum outro nome da possível lista foi anunciado pela publicação
  • Técnico já disse que gostaria de trabalhar na Espanha; no Flamengo, temporada 2020 será debatida após Mundial de Clubes

Jorge Jesus pode deixar o Flamengo e assumir o comando do Real Madrid na temporada 2020/2021. A informação foi divulgada hoje pelo jornal português Correio da Manhã.

De acordo com a publicação, o treinador lusitano está na lista de nomes observados pelo time espanhol, que tem atualmente Zinedine Zidane como treinador - nenhum outro nome da lista, porém, foi citado. No Flamengo, Jorge Jesus tem contrato até 30 de maio.

Em entrevista ao mesmo jornal no começo do mês, Jorge Jesus admitiu que gostaria de retornar ao futebol europeu para tentar conquistar a Liga dos Campeões, embora afirme que apenas seis ou sete equipes "te dão a possibilidade de ser campeão europeu". Também à publicação, declarou que preferiria comandar equipes na Espanha ou na Itália do que um clube da Inglaterra no futuro.

No Flamengo, neste momento, o foco é a disputa do Mundial de Clubes - sob o comando de Jorge Jesus, o time venceu o Campeonato Brasileiro e a Copa Libertadores da América. Ao fim da temporada, a diretoria rubro-negra vai se reunir para discutir o planejamento para 2020.

"Nós agora estamos concentrados no Mundial de Clubes, que começa no dia 17 deste mês, no Qatar, e depois vamos analisar as coisas com toda a calma e segundo as excelentes relações que existem entre o Jorge e o Flamengo. Nós pretendemos o melhor para o Flamengo mas, pela dívida de gratidão que temos para com ele, também queremos o melhor para o Jorge", disse Marcos Braz, vice-presidente do Flamengo, ao jornal.

Flamengo