PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2019


Grêmio vence o Palmeiras, e Flamengo é campeão brasileiro antecipado

Do UOL, em São Paulo

24/11/2019 17h52

Classificação e Jogos

Se o jogo era decisivo para o Campeonato Brasileiro, o Grêmio tratou de definir as coisas a quatro rodadas do fim: com vitória por 2 a 1 da equipe gaúcha sobre o Palmeiras, hoje (24), no Allianz Parque, o Flamengo foi campeão antecipado da competição nacional. E não é que tenha faltado emoção para o torcedor rubro-negro que acompanhou o confronto. Everton abriu o placar para os visitantes, mas o time da casa ensaiou reação. Bruno Henrique empatou e sua equipe foi para cima nos minutos finais. Mas Pepê determinou o triunfo gremista.

Esse era um dos resultados (empate ou derrota palmeirense) de que o Flamengo, campeão da Libertadores ontem, precisava para completar um fim de semana inesquecível. Se vencer os últimos quatro jogos, entre eles um com o Rubro-Negro, o Alviverde, hoje com 68 pontos, chegaria a apenas 80 pontos, contra 81 do rival (que não poderia ganhar). Novo vice-líder do Brasileiro, o Santos também tem 68 pontos, superando o Palmeiras pelo número de vitórias. O Grêmio chega a 59 pontos, na quarta colocação. A pontuação já garante o Tricolor na fase inicial da Libertadores 2020.

Na 35ª rodada do Brasileirão, o time de Mano Menezes visita o Fluminense, quinta-feira (28), no Maracanã, às 19h30 (de Brasília). O Tricolor gaúcho faz partida contra o Athletico Paranaense na quarta, às 21h30.

Melhor, Everton resolve com drible e gol

Em um jogo de pouca inspiração, não é preciso muito para se destacar. Foi o que Everton fez. O atacante partiu para cima, cortou e sofreu pênalti. Na cobrança, o próprio camisa 11 foi para a bola e bateu de forma segura.

O pior: Gómez, pelo pênalti

Cometer um pênalti nunca é bom para um zagueiro. Mas a situação piora e faz de Gustavo Gómez o destaque negativo pelo fato de que o carrinho para bloquear Everton terminou em lesão. Com dores, o paraguaio precisou ser substituído. Entrou Ramires em seu lugar.

Hexa ou hepta?

Como revelou o UOL Esporte, a CBF ainda não sabe como se referir ao título do Flamengo no Brasileirão. O impasse ocorre por conta da disputa de 1987. De acordo com decisão final do Supremo Tribunal Federal (STF), de março de 2018, o Sport (PE) foi o único vencedor do Brasileiro daquele ano. Isso cria uma divergência entre a ala jurídica da entidade, que entende que a ordem da maior instância da Justiça do Brasil deveria ser seguida, e outra da confederação, que interpreta que o time da Gávea deve ser considerado heptacampeão.

O jogo do Palmeiras

O time de Mano Menezes ficou com a bola, ensaiou momentos de abafa, mas fez pouco. Sem uma criação inspirada, a equipe mandante pouco animou seu torcedor e levou perigo para Paulo Victor. Somente no gol de empate, nos minutos finais, a torcida cantou mais forte. Já com a derrota consolidada, ouviu-se gritos de "vergonha".

O jogo do Grêmio

Se por um lado (o do mandante) as coisas não andaram muito bem neste domingo, o ritmo não foi diferente para o time de Renato Gaúcho. Errando muitos passes principalmente na parte ofensiva, o Grêmio também não ameaçou Weverton como de costume e fez partida morna. Ainda assim, celebra os três pontos no fim, ficando em situação favorável para voltar à Libertadores diretamente na fase de grupos.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 2 GRÊMIO

Data e horário: 24 de novembro de 2019, domingo, às 16h (de Brasília)
Local: Allianz Parque, em São Paulo
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires
Cartões amarelos: Thiago Santos e Dudu (Palmeiras); Matheus Henrique, Diego Tardelli e Pepê (Grêmio)
Público e renda: 22.767 pessoas e R$ 1.292.109,15
Gols: Everton, aos 24', Bruno Henrique, aos 38', e Pepê, aos 48 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez (Ramires), Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Bruno Henrique e Lucas Lima; Zé Rafael (Willian), Dudu e Borja (Luiz Adriano). Técnico: Mano Menezes.

GRÊMIO
Paulo Victor; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Michel), Matheus Henrique e Alisson; Luciano (Pepê), Everton e Diego Tardelli (Patrick). Técnico: Renato Gaúcho.