Topo

O que fez Perrella e Thiago Neves entrarem em rota de colisão no Cruzeiro

Thiago Neves, jogador do Cruzeiro, foi afastado pelo gestor de futebol Zezé Perrella após aparição em festa - Thomas Santos/AGIF
Thiago Neves, jogador do Cruzeiro, foi afastado pelo gestor de futebol Zezé Perrella após aparição em festa Imagem: Thomas Santos/AGIF

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

03/12/2019 04h00

Os excessos fora de campo, a cobrança por causa dos atrasos salariais e a queda de rendimento fizeram Zezé Perrella, gestor de futebol do Cruzeiro, afastar Thiago Neves do elenco comandado por Adilson Batista. Chateado com a cobrança por parte da cúpula, a qual considera excessiva, e o tratamento recebido em público, o jogador entrou em rota de colisão com o atual dirigente. Antes mesmo de ser retirado do time, o dono da camisa 10 já tratava como certa a saída da Toca da Raposa II em 2020.

O episódio do último domingo (1), quando Thiago Neves compareceu a um evento no Mineirão durante o tratamento de um edema na coxa esquerda, foi a gota d'água para o departamento de futebol cruzeirense. Zezé Perrella se incomodou com o atleta. Para ele, era hora de o veterano preservar a sua imagem em um momento conturbado da equipe na temporada.

"Não falei com ele não, foi pelo vídeo, como ele também não me comunicou que iria para a festa. Não me sinto com essa obrigação com ele não", disse Zezé Perrella ao UOL Esporte por meio de mensagem telefônica.

A irritação do dirigente se dá pelos excessos recentes do atleta. Mesmo com o time em má fase, Thiago Neves não deixou de curtir fora dos gramados. Recém-separado, o meia-atacante viveu dias agitados fora das quatro linhas. A situação era relevada pela antiga gestão, liderada por Itair Machado. Mas se tornou um problema com a chegada de Zezé Perrella ao futebol.

Em campo, Thiago Neves não correspondia como antes. O meia-atacante fez nove gols em 41 jogos na temporada. Este é o seu pior desempenho em termos de números desde que chegou à Toca da Raposa II, em janeiro de 2017. Para se ter ideia, no primeiro ano, ele fez 17 gols em 57 partidas. No ano seguinte, foram 15 gols em 53 duelos.

Outro aspecto que incomodou Zezé Perrella foi o áudio em que Thiago Neves o cobrou os atrasos salariais. O jogador enviou uma mensagem ao gestor de futebol cobrando parte do pagamento antes do jogo contra o CSA, na última quinta-feira, no Mineirão. A forma como ele pediu, contudo, não agradou ao dirigente, que inclusive vazou o arquivo recebido..

A irritação, porém, não partiu somente de Perrella. Thiago Neves também reprovou as ações recentes da diretoria. Desde a saída de Itair Machado, com quem tinha boa relação, o meia-atacante se sentia perseguido no clube.

Ele acredita que as cobranças direcionadas a ele, sobretudo por causa da saída de Rogério Ceni, demitido para a contratação de Abel Braga, eram injustas. Thiago Neves chegou a se manifestar sobre o tema em entrevistas. Porém, a indignação do atleta sempre foi em vão.

Diante do vazamento do áudio em que cobrava Zezé Perrella em uma conversa privada, o jogador já havia decidido deixar a Toca da Raposa II em 2020. A situação já era discutida entre as partes. Ele teme ser apontado como o único culpado de um eventual rebaixamento do time.

Thiago Neves, inclusive, gostaria de deixar Belo Horizonte antes da última rodada do Campeonato Brasileiro 2019, contra o Palmeiras, no Mineirão. Há o receio de sofrer represálias por parte da torcida.

Hoje, já um consenso entre Thiago Neves e Zezé Perrella. Não à toa o dirigente disse, também ao UOL, que pretende rescindir de forma amigável com o jogador.

"Se ele não arrumar um clube, a gente vai conversar amigavelmente, fazer um acordo. Do contrário, ele continua, ele tem contrato, só que não vestir a camisa do Cruzeiro", concluiu.

Thiago Neves tem contrato com o Cruzeiro até dezembro de 2020. O jogador de 34 anos prorrogou a sua estadia na Toca da Raposa II no início desta temporada, depois de ser especulado no Grêmio.

Cruzeiro