Topo

Messi chega a 50 gols de falta, a última nova arma do seu arsenal

Albert Gea/Reuters
Imagem: Albert Gea/Reuters

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/10/2019 04h00

Há mais de uma década, a genialidade de Lionel Messi se apresenta semana a semana no futebol mundial. Nos últimos cinco anos, entretanto, o argentino expôs uma nova arma letal, que ratifica o poder de o camisa 10 do Barcelona se reinventar como atleta do esporte mais popular do planeta.

Ontem (29), o craque chegou ao 50º gol de falta, algo em que se tornou especialista já depois de ser consagrado como referência da atual geração.

A evolução do camisa 10 neste quesito é notória. Contando o gol da goleada contra o Valladollid, Messi fez 31 dos 50 nas últimas cinco temporadas. Ou seja, pouco mais de 60% dos gols de falta do craque argentino ocorreram desde o último título europeu pelo Barça.

Os números assustam ainda mais nos tempos recentes. São dez gols contando 2018/2019 e os primeiros meses da atual temporada.

Ontem, a falta certeira foi a responsável por registrar o terceiro gol do Barcelona na goleada por 5 a 1 sobre o Real Valladolid O time catalão lidera o Campeonato Espanhol.

O Barça, aliás, é quase absoluto como o mais beneficiado pela qualidade aprimorada por Messi. Foram 44 gols de falta pelo time, enquanto os outros seis foram feitos com a camisa da seleção argentina.

Albert Gea/Reuters
Imagem: Albert Gea/Reuters

A marca expressiva do argentino como cobrador de faltas ratifica o mês de outubro no mais alto nível. Todos os cinco gols ocorreram dentro deste período, diante de Sevilla, Eibar, Slavia Praga e Valladolid.

Com esta sequência absurda e dando mais um exemplo da arma letal recentemente adquirida ao repertório já extenso, Messi já entrou no top-10 para brigar pela artilharia da liga e por mais uma chuteira de ouro.

Barcelona