Topo

Botafogo define perfil com dinheiro de investidores e não quer medalhões

Medalhões como Diego Souza deverão perder cada vez mais espaço no Botafogo a partir de 2020 - VITOR SILVA/BOTAFOGO
Medalhões como Diego Souza deverão perder cada vez mais espaço no Botafogo a partir de 2020 Imagem: VITOR SILVA/BOTAFOGO

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

30/10/2019 04h00

O Botafogo caminha a passos largos para virar empresa em 2020. Com o dinheiro de investidores, o clube já sabe qual será o seu perfil que deseja para a próxima temporada. Ainda não se fala em nomes, mas o clube quer contar com atletas jovens e que tenham potencial de venda. Esse dinheiro, evidentemente, seria utilizado para pagar os empresários que colocarão grana no Alvinegro. Desta forma, o clube deverá minimizar bastante a presença de medalhões na equipe. Atletas como Cícero e Diego Souza, que já estão mais próximo do fim da carreira não se encaixam no perfil. A dupla citada no exemplo tem contrato longo e podem permanecer, no entanto.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, acesse a coluna De Primeira.

Botafogo