Topo

Peres abre portas para Robinho e diz que Santos utilizará mais a base

Robinho, quando atuava pelo Santos - Ivan Storti/Santos FC
Robinho, quando atuava pelo Santos Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

11/10/2019 20h14

O presidente José Carlos Peres afirmou que o Santos trocará grandes investimentos por mais jogadores das categorias de base do Peixe para formar o elenco para 2020. O clube fez um esforço grande nesta temporada, acima do que está acostumado, e gastou quase R$ 80 milhões em reforços.

Os Meninos da Vila foram pouco utilizados pelo técnico Jorge Sampaoli no ano, mas segundo o mandatário santista já há um acordo com o técnico argentino pela utilização de mais garotos na próxima temporada.

O próprio Sampaoli já afirmou que a pouca utilização dos chamados sparrings na primeira temporada é normal em seus trabalhos e que no segundo ano os jovens costumem ganhar mais chances.

"Utilizaremos muito a base no ano que vem, está combinado. Precisamos vender e depois comprar. Se quisermos contratar de nome, temos que fazer algumas transações. Temos jogadores como Anderson Ceará, Sandry, Kaio Jorge que não estreou ainda (sic). Marcos Leonardo com rara habilidade. Todos com contrato arrumado... É difícil fazer renovação na base dependendo do empresário que está por trás", disse Peres em entrevista à rádio Energia 97 FM.

Ainda durante o programa "Estádio 97", Peres fez elogios ao atacante Robinho e afirmou que a volta do Menino da Vila está nos planos dele se houver a possibilidade.

"É um grande jogador, líder de vestiário. Se houver possibilidade, vamos trazer, sim. Recebemos milhares e milhares de mensagens pedindo a contratação do Robinho. É um Menino da Vila, não impedimos que um menino volte. Dois ou três anos acho que ainda joga muito. Foi julgado à revelia, recorreu. Ele sabe o que aconteceu e terá de explicar", afirmou.

Peres voltou a dizer que acredita na permanência do técnico Jorge Sampaoli para a próxima, uma vez que o argentino tem vínculo com o Santos até o final de 2020. O mandatário já deixou claro que quer renovar o contrato do treinador até o final de 2023.

Santos