Topo

Botafogo não vende na janela e passa aperto para colocar contas em dia

Botafogo tentou vender goleiro Gatito Fernández para o mercado árabe, mas não conseguiu - Fernando Soutello/AGIF
Botafogo tentou vender goleiro Gatito Fernández para o mercado árabe, mas não conseguiu Imagem: Fernando Soutello/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro

04/10/2019 04h00

A delicada situação financeira fez com que o Botafogo colocasse seus ativos "na vitrine" do mercado da bola na tentativa de amenizar suas dívidas. A principal estrela da companhia, o goleiro Gatito Fernández, virou moeda de negócio, mas as conversas não foram para frente e o clube agora sofre para colocar as contas em dia.

O Alvinegro esperou por uma oferta para o arqueiro paraguaio até o último dia 30, quando se encerraram algumas janelas do mercado árabe, mas a proposta não chegou e frustrou a estratégia do departamento financeiro. Ao clube resta agora a esperança de uma boa proposta por Fernández já visando a próxima abertura de janela.

Em paralelo a questão do goleiro, o Botafogo também tem a expectativa na valorização de jogadores que estão emprestados a outros clubes do cenário nacional, casos do atacante Ezequiel, que está no Cruzeiro, e do meia Leandrinho, que tem se destacado na Série B pelo Sport.

Recentemente, outro jogador que se valorizou foi o lateral direito Marcinho, convocado pelo técnico Tite para os amistosos da seleção brasileira contra Senegal e Argélia.

O único atleta vendido na janela foi o jovem lateral direito Jonathan, que foi para o Almería (ESP) por R$ 4,5 milhões.

Vale lembrar que as inscrições para o Campeonato Brasileiro se encerraram na última sexta-feira (27), o que limita os negócios.