PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV


"Nunca jogou tudo o que pode", diz Paulo Calçade sobre Neymar

Paulo Calçade, comentarista dos canais ESPN - Reprodução/ESPN Brasil
Paulo Calçade, comentarista dos canais ESPN Imagem: Reprodução/ESPN Brasil

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/09/2019 19h48

Um dia depois de Messi ser eleito pela sexta vez o melhor jogador do mundo pela Fifa, a bancada do Futebol na Veia, da ESPN, falou sobre a possibilidade de Neymar alcançar tal feito. Na opinião do comentarista Paulo Calçade falta ao atacante brasileiro jogar tudo o que pode.

Para Calçade, Neymar tem a mesma capacidade de decidir jogos de Messi e de Cristiano Ronaldo, mas falta a ele alcançar todo o seu potencial.

"Eu tenho essa convicção, de que, até hoje, o Neymar não atingiu seu máximo. Ele jogou uns 70% do que pode. Pelo menos é o que ele nos passa. Eu acredito que Cristiano Ronaldo e Messi jogaram perto dos 100% deles, decidindo campeonatos, decidindo no jogo mais difícil. Não o artilheiro do 3 a 0. Como o Neymar tem feito nos últimos jogos. Ele tem essa capacidade, mas até hoje, não vi ele jogando tudo o que pode", disse o comentarista.

Everaldo Marques, que apresentou a atração hoje, concordou com seu colega, e disse que o que falta a Neymar é obsessão, característica que, segundo ele, Messi e Cristiano Ronaldo possuem.

"Tem uma palavra, eu acho, que explica a diferença de Neymar para Cristiano Ronaldo e Messi: obsessão", declarou.

UOL Esporte vê TV